Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja matriz de Vila Ruiva - detalhe

Designação

Designação

Igreja matriz de Vila Ruiva

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Nossa Senhora da Encarnação, matriz de Vila Ruiva / Igreja Paroquial de Vila Ruiva / Igreja de Nossa Senhora da Encarnação / Igreja de Nossa Senhora da Expectação (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Cuba / Vila Ruiva

Endereço / Local

-- -
Vila Ruiva

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 28/82, DR, I Série, n.º 47, de 26-02-1982 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Igreja Matriz de Vila Ruiva terá sido construída a partir de 1523, por Tomás Fernandes, natural da localidade, e mestre de obras de Afonso de Albuquerque, tendo trabalhado nas obras de fortalezas na Índia. O conjunto arquitectónico, em estilo manuelino, possui o seu próprio interesse, mas merecem destaque particular os frescos que decoram o seu interior, pela importância e qualidade que possuem.
Na fachada salienta-se um impressionante torreão cilíndrico, coberto por cúpula entre quatro pináculos cantonais. O portal é em singelo arco quebrado, de ressonâncias góticas.
O interior, de nave única, é coberto por abóbadas estreladas, com fechos e mísulas esculpidas com motivos heráldicos e mascarões manuelinos. Nas paredes encontram-se diversas pinturas murais de camanhas diversas, dos séculos XVI, XVII, e XVIII. O retábulo do altar-mor é em estilo rococó. SML