Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Assunção - detalhe

Designação

Designação

Igreja Paroquial de Nossa Senhora da Assunção

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Nossa Senhora da Assunção, paroquial de Enxara do Bispo / Igreja Paroquial de Enxara do Bispo / Igreja de Nossa Senhora da Assunção (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Mafra / Enxara do Bispo, Gradil e Vila Franca do Rosário

Endereço / Local

Calçada da Igreja
Enxara do Bispo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 45/93, DR, I Série-B, n.º 280, de 30-11-1993 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

As primeiras referências conhecidas à existência de um templo na localidade de Enxara do Bispo dedicado a Nossa Senhora da Assunção da Serra remontam a meados do século XIII. No entanto, a actual igreja de Nossa Senhora da Assunção foi edificada nas primeiras décadas do século XVI, tendo sido sagrada em 1534, como atesta a inscrição da fachada principal e alguns elementos remanescentes da edificação original, nomeadamente o portal lateral, a abóbada da capela-mor e o baptistério. No século XVII foram realizadas campanhas decorativas no interior do templo, para a colocação de azulejos, painéis pintados e retábulos. Na centúria seguinte a estrutura exterior da igreja foi refeita, dando-lhe uma feição barroca.
De planta rectangular desenvolvida longitudinalmente, composta pela justaposição dos volumes da nave e da capela-mor, o corpo da igreja é precedido por pátio, ao qual se tem acesso através de escadaria. A fachada apresenta-se divida em três registos, delimitada lateralmente por pilastras coroadas por fogaréus. Ao centro do primeiro registo foi aberto portal de moldura rectangular rematado por frontão angular. Do lado direito foi colocada uma cartela com a seguinte inscrição: "Na era de mil quinhentos e trinta e quatro a oito de Outubro Eu o bispo Antonio da Serra sagrei esta igreja de N. S. d'Assumpção da Serra, sagrei o altar nelle as reliquias de S. Braz e S. João Baptista e sagrei o sino e o adro. Para sempre todo o fiel cristão que vier visitar esta igreja ganha quarenta dias de perdão em forma da Santa Igreja" (TORRES, M., 1861). Sobre o portal, um janelão de moldura rectangular com grade de ferro e coroada por frontão angular. Na fachada lateral esquerda foram adossadas duas construções. A primeira de secção quadrada, com porta de moldura rectangular simples no primeiro registo e dois janelos com grades de ferro no segundo, corresponde à capela baptismal. A segunda, correspondente aos anexos do templo, possui planta rectangular, disposta longitudinalmente em relação ao corpo da igreja, e está também dividida em dois registos, com porta no primeiro e janelos com grade no segundo. Na fachada posterior foi adossada a torre sineira, de planta quadrada, com abertura para sineira e coroada por cúpula ladeada por fogaréus. A fachada lateral direita, também divididda em dois registos, possui anexo e portal da edificação primitiva, em arco conopial, ladeado por colunelos e decorado por boleados.
Interiormente, a igreja possui nave única, com coro-alto de madeira e tecto de masseira. As paredes da nave são decoradas por silhar de padrão. Do lado do Evangelho, possui baptistério, edificado quando da fundação da igreja, ao qual se acede por arco decorado por motivos vegetalistas, e que possui no centro pia baptismal em forma de taça torsa, decorada por motivos ao romano. Ao centro da nave, foi colocado púlpito com base de pedra e guarda de madeira. Um arco de volta perfeita abre para a capela-mor, ladeado por dois retábulos de talha. Ao centro da capela-mor foi colocado retábulo barroco de talha, encimado por frontão triangular e vazado por camarim, albergando trono ladeado por dois nichos com imagens. Atrás do retábulo, a parede é revestida por azulejos de tapete. O espaço da capela-mor é coberto por abóbada de nervuras de dois tramos, com bocetes lavrados. As paredes laterais são revestidas por silhares de azulejos, possuindo quatro tábuas quinhentistas de temática mariana, que integravam um antigo retábulo, com os temas da Visitação , Adoração dos Pastores , Adoração dos Magos , Coroação da Virgem , desconhecendo-se no entanto a oficina a que pertencem.
Catarina Oliveira
GIF/ IPPAR/ 2004

Imagens

Bibliografia

Título

Descrição histórica e económica da vila e termo de Torres Vedras

Local

Coimbra

Data

1861

Autor(es)

TORRES, Manuel Agostinho Madeira

Título

A arquitectura e a escultura monumental na região de Mafra entre o Gótico e o Classicismo, Do Gótico ao Maneirismo. A arte na região de Mafra na Época dos Descobrimentos, pp.21-31

Local

Mafra

Data

2002

Autor(es)

PEREIRA, Fernando António Baptista

Título

Carta do Património do Concelho de Mafra. 1 - Lavabos de Sacristia, Boletim Cultural '97, pp.371-396

Local

Mafra

Data

1998

Autor(es)

VILAR, Maria do Carmo

Título

Apontamentos sobre o Manuelino no Distrito de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

BASTOS, Fernando Pereira

Título

Monografia de Mafra

Local

Mafra

Data

1987

Autor(es)

LUCENA, Armando de

Título

4. Arquitectura e escultura monumental manuelina na região de Mafra, Boletim Cultural 2000, pp.65-82

Local

Mafra

Data

2000

Autor(es)

VILAR, Maria do Carmo

Título

Monumentos e Edifícios Notáveis do Distrito de Lisboa, vol. III (Mafra, Loures e Vila Franca de Xira)

Local

Lisboa

Data

1963

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de, FERRÃO, Julieta, GUSMÃO, Adriano de

Título

Carta do Património do Concelho de Mafra. 1. O Manuelino, Boletim Cultural '94, pp.309-318

Local

Mafra

Data

1994

Autor(es)

VILAR, Maria do Carmo

Título

Memórias e Memorialistas. 1. Memórias Paroquiais, Boletim Cultural '96, pp. 307-344

Local

Mafra

Data

1997

Autor(es)

GORJÃO, Sérgio

Título

Identidades. Património Arquitectónico do Concelho de Mafra

Local

Mafra

Data

2009

Autor(es)

FERNANDES, Paulo Almeida, VILAR, Maria do Carmo