Saltar para o conteúdo principal da página

Fachada com azulejos arte nova do prédio da Rua Tenente Valadim - detalhe

Designação

Designação

Fachada com azulejos arte nova do prédio da Rua Tenente Valadim

Outras Designações / Pesquisas

Casa na Rua Tenente Valadim, n.º 73(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Fachada

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Póvoa de Varzim / Póvoa de Varzim, Beiriz e Argivai

Endereço / Local

Rua Tenente Valadim
Póvoa de Varzim

Número de Polícia: 73

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de encerramento de 17-01-2007

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A arquitectura Arte Nova em Portugal pautou-se, na grande maioria dos casos, por manifestações como as que podemos observar neste prédio da Póvoa do Varzim. Sem a unidade conferida por um projecto global, a nova arte evidenciou-se, essencialmente, na superfície das fachadas, em painéis de azulejo cujos motivos eram desenvolvidos de forma natural e "orgânica" (CARVALHO, 1988). A mesma linguagem surgiu, também, nas grades de ferro forjado, que protegiam as varandas, ou ainda noutros elementos decorativos que, no seu todo, confluíam para emprestar aos prédios do final de novecentos e início do século XX uma modernidade aparente e um eclectismo que denunciava, em última análise, a encruzilhada da arte portuguesa de então (FRANÇA, 1966).
É, pois, neste contexto, que o n.º 73 da Rua Tenente Valadim deve ser entendido. Trata-se de um edifício de dois andares, ambos abertos por dois vãos, mas beneficiando o primeiro piso de um tratamento superior. Este, é percorrido por uma grade de ferro, com motivos enrolados, que define a varanda, apoiada sobre mísulas com remates em flor. O edifício termina numa composição de linhas rectas, e em forma de trapézio, moldurado.
Assim, ganham especial relevância na animação deste alçado os painéis de azulejo, aplicados entre as janelas de sacada e no friso que se lhes sobrepõe. Ambos desenham motivos florais em tons de rosa e verde, sobre fundo amarelo, mas o segundo é interrompido, ao centro, pela figuração de um pavão, um dos animais preferidos pela linguagem Arte Nova.
Em todo o caso, o carácter Arte Nova deste edifício contrapõe-se a determinados pormenores, como o desenho dos elementos que flanqueiam as janelas superiores, cujo espírito rectilíneo se aproxima de um gosto Art Déco. Nesta medida, é possível que a edificação deste imóvel seja um pouco mais avançada, correspondendo, muito possivelmente, à segunda década do século XX.
(Rosário Carvalho)

Bibliografia

Título

Do Romantismo ao Fim do Século, História da Arte em Portugal

Local

-

Data

1986

Autor(es)

RIO-CARVALHO, Manuel

Título

A Arte em Portugal no Século XIX

Local

-

Data

-

Autor(es)

-

Título

A Arte em Portugal no século XX

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FRANÇA, José-Augusto