Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja da Misericórdia de Proença-a-Velha - detalhe

Designação

Designação

Igreja da Misericórdia de Proença-a-Velha

Outras Designações / Pesquisas

Edifício e Igreja da Santa Casa da Misericórdia de Proença-a-Velha (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Castelo Branco / Idanha-a-Nova / Proença-a-Velha

Endereço / Local

Largo da Misericórdia
Proença-a-Velha

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A irmandade da Misericórdia de Proença-a-Velha foi fundada em 1499, na mesma época em que foram fundadas irmandades em locais como Montemor-o-Velho, Portalegre ou Ponta Delgada, e um ano após a fundação oficial da Misericórdia de Lisboa, (GRAÇA, Luís, CARNEIRO, Joana, 2002). O complexo da sede da irmandade, que incluía o consistório e a igreja, foi edificado no século XVI.
De traça muito simples, sem qualquer programa decorativo, a igreja da Misericórdia de Proença-a-Velha apresenta uma fachada dividida em dois registos. No primeiro foi rasgado o portal principal, em volta perfeita e com moldura em rusticado, ladeado por um nicho rectangular com um Passo da Via Sacra. Sobre este, no segundo registo, existe um óculo decorado por motivo helicoidal. O contra-forte da esquerda é rematado por uma sineira. O alçado lateral sul possui portal de arco pleno ladeado por pilastras toscanas, encimado por entablamento com inscrição "MISIRICORDIA" e rematado por nicho com arco de volta perfeita ladeado por volutas. No segundo registo, na zona do altar-mor, foi rasgada uma janela de moldura rectangular.
O interior do templo é de nave única, sem diferenciação da capela-mor, com coro-alto em madeira sustentado por duas colunas toscanas. A capela-mor fica separada do corpo da igreja por grade de ferro forjado e conjunto de três degraus. Do lado da Epístola possui cadeiral protegido por balaustrada de ferro. Do lado do Evangelho foi aberta uma capela lateral, construída já no início do século XVII a mando de Domingos Gonçalves Robalo. Inserida no espaço do edifício anexo, possuí portal em arco pleno ladeado por pilastras estriadas, cujas bases têm a seguinte inscrição: "ESTA CAPELLA MANDOV FAZER O Doutor Domingos GonçaLveZ ROBALLO E SVA MVLHER D. LEONOR M. MISSA R VOTIDE. NA IMPERPERTUM HE SEV PadroeiRO ADMINISTRADOR HIERONIMO DA CUNHA ROBALLO SOBRINHO DE AMBOS 1611" . o portal é encimado por entablamento com friso decorado por triglifos e denteados, sendo o conjunto rematado por um frontão triangular interrompido que integra a pedra de armas dos Condes de Proença-a-Velha. O seu interior possui retábulo de talha dourada com telas e é coberto por abóbada de berço. Ao lado da capela foi colocado púlpito em cantaria e com balcão cilíndrico decorado por motivos vegetalistas, assente em coluna abalaustrada, ao qual se acede através de escadaria. Na capela-mor destaca-se o retábulo quinhentista, de talha dourada com sete telas representando cenas da vida da Virgem, das quais se destaca a imagem da Mater Misericordiae.
Catarina Oliveira
IPPAR/2004

Imagens

Bibliografia

Título

Castelo Branco e a sua Região

Local

Coimbra

Data

1980

Autor(es)

NUNES, António Pires

Título

Retábulos das Misericórdias Portuguesas

Local

Faro

Data

2009

Autor(es)

LAMEIRA, Francisco