Saltar para o conteúdo principal da página

Sítio Arqueológico do Castelo de São Romão - detalhe

Designação

Designação

Sítio Arqueológico do Castelo de São Romão

Outras Designações / Pesquisas

Castro de São Romão / Castelo de São Romão / Castro de São Romão / Alto do Castelo(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Castro

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Vila Real / Montalegre / Viade de Baixo e Fervidelas

Endereço / Local

- -
Alto do Castelo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como SIP - Sítio de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 20/2014, DR, 2.ª série, n.º 7, de 10-01-2014 (sem restrições) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 21-11-1973 do Secretário de Estado da Instrução e Cultura
Parecer de 16-11-1973 da JNE a propor a classificação como IIP

ZEP

Devolvido à DRC do Norte por despacho de 3-03-2014 do diretor-geral da DGPC, para reanálise
Proposta de 6-03-2006 da DR do Porto

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Sítio Arqueológico do Castelo de São Romão localiza-se no topo de um outeiro com excelente visibilidade para o território circundante.
A documentação refere uma longa diacronia ocupacional, ditada pelas excelentes condições naturais de defesa, desde a Idade do Ferro, com a implantação de um castro que terá sido, posteriormente, romanizado. Atualmente, são visíveis estruturas de um castelo roqueiro atribuíveis à época medieval, destacando-se a muralha, que o circunda a oeste e a sul, a base de uma torre, e uma cisterna ou tanque, entre outros vestígios aos quais não foi possível atribuir uma função. Associado a esta última ocupação encontram-se dispersos pelo outeiro inúmeros silhares e cerâmica medieval, havendo, igualmente, registo da recolha de um numisma do reinado de D. Fernando. As habitações associadas encontravam-se na base da colina.
O local encontra-se referido nas Inquirições de D. Afonso III (1258), designado por Castelo de São Romão da Perafita, e identificado com o reguengo real de S. Romanus.
Ana Vale - 2013

Imagens

Bibliografia

Título

A Cultura Castreja no Noroeste de Portugal

Local

Paços de Ferreira

Data

1986

Autor(es)

SILVA, Armando Coelho Ferreira da

Título

30ª Campanha de escavações no Castro de Carvalhelhos - Agosto de 1981, Trabalhos de Antropologia e Etnologia

Local

Porto

Data

1982

Autor(es)

SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos

Título

Breves Notas sobre a região do Alto Tâmega

Local

Chaves

Data

1984

Autor(es)

MARTINS, João Baptista

Título

Montalegre e Terras do Barroso.Notas Históricas sobre Montalegre freguesias do concelho e região do Barroso

Local

-

Data

1987

Autor(es)

COSTA, João Gonçalves da

Título

Aras romanas e terras de Barroso desaparecidas, Milenário de S. Rosendo

Local

Montalegre

Data

1978

Autor(es)

FONTES, António Lourenço

Título

Notícias Archeologicas Extrahidas do «Portugal Antigo e Moderno» de Pinho Leal, com algumas notas e indicações bibliographicas

Local

Lisboa

Data

1903

Autor(es)

DIAS, Eduardo Rocha

Título

Castros do concelho de Boticas, Trabalhos de Antropologia e Etnologia

Local

Porto

Data

1983

Autor(es)

SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, SANTOS, Joaquim Norberto dos, MIRANDA JÚNIOR, Avelino