Saltar para o conteúdo principal da página

Zona Antiga de Ponte de Lima - detalhe

Designação

Designação

Zona Antiga de Ponte de Lima

Outras Designações / Pesquisas

Núcleo urbano da vila de Ponte de Lima / Zona antiga de Ponte de Lima(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

-

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Ponte de Lima / Arca e Ponte de Lima

Endereço / Local

- -
Ponte de Lima

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de arquivamento de 8-06-2012 do diretor-geral da DGPC
Proposta de arquivamento de 31-05-2012 da DRC do Norte por não se tratar de processo de classificação
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A área urbana histórica da vila de Ponte de Lima corresponde, genericamente, à configuração citadina dos séculos XIV e XV, altura em que se construíram as muralhas e a actual igreja matriz e em que se reformulou grandemente a velha ponte de origem romana. No entanto, a relação do espaço urbano com as margens do rio é anterior e, ainda que não possuamos vestígios materiais claros de épocas mais recuadas, não parecem restar muitas dúvidas de que os grandes melhoramentos da Baixa Idade Média aproveitaram uma parte significativa das estruturas anteriormente existentes.
Virada ao rio, dotada de uma praça central de forte conteúdo simbólico - aí se construiu a igreja matriz - e com dois eixos viários cruzados, o urbanismo medieval da vila "pressupõe uma povoação já desenvolvida não só antes da construção das muralhas como também anteriormente à conclusão da ponte" (ALMEIDA, 1987, p.101; cf. ANDRADE, 1990, p.17), restando, ainda, a dúvida acerca de um eventual sistema defensivo prévio às actuais muralhas (ANDRADE, 1990, p.56, nota 22).
A área envolvente à igreja matriz constituía "o núcleo mais densamente ocupado e certamente o mais antigo" (ALMEIDA, 1987, p.102). Sintomaticamente, foi aqui que, a partir de inícios do século XVI, se construiu a igreja da Misericórdia. À volta do templo tutelar da localidade, as ruas da Ferraria, da Ribeira e da Ante-Igreja polarizavam as principais actividades comerciais e artesãs da vila.
A igreja matriz "era o mais belo e imponente edifício existente intramuros" (ANDRADE, 1990, p.75). Presumivelmente, aqui existiu um anterior templo, de características românicas, substituído pela actual construção. Ela é uma obra estilisticamente recuada (com portal simples de arquivoltas decoradas com meias esferas), mas onde as evidências do Gótico são notórias, como se demonstra pela ampla rosácea da fachada principal.
Paralela ao rio e ligando as portas do Souto e de São João, existia um eixo viário primordial, a Rua Direita, que era constituída por vários "troços diferenciados toponimicamente - ruas do Souto / Detrás da Igreja / Mercadores / Direita da Sapataria e São João da Ponte", mas que se assemelhava à "Grande Rue que atravessava tantas das pequenas cidades e vilas francesas" (IDEM, p.17). Desta artéria, partia a Rua de Carazido que, continuando pela de Braga, ligava à porta do mesmo nome e à estrada que conduzia a esta cidade. Em torno deste último eixo viário cresceu o "segundo grande pólo de desenvolvimento, e por certo contemporâneo cronologicamente do núcleo de origem" (IDEM, p.18). Finalmente, a Rua da Ribeira colocava em contacto a área mais densamente ocupada com a margem do rio e com as áreas de aproveitamento económico do Lima, enquanto que, praticamente no extremo ocidental do burgo, a Porta da Ponte ligava à estrutura de passagem sobre o rio e à zona de Além-Ponte.
No interior da vila, diversos edifícios pontuavam a paisagem edificada e marcavam, de forma vincada, o espaço urbano. "A sua importância é tão evidente que, excepto a casa do concelho, todos eles condicionaram a designação toponímica das artérias em que se inseriam, se é que não estiveram na sua origem" (IDEM, p.21). Já falámos da igreja matriz, e obras tão importantes como os açougues, o chafariz (referido em 1444) e a Casa da Câmara fizeram parte do projecto quatrocentista da localidade. Estas estruturas localizaram-se, preferenciamente, na área central do burgo, relativamente desviadas do eixo viário dominante, mas perfeitamente integradas na malha urbana intra-muros.
A zona antiga de Ponte Lima, não obstante as múltiplas transformações sofridas (quer com o arroteamento de largas áreas junto ao rio, quer com a destruição quase sistemática do seu sistema defensivo), mantém as características essenciais de um projecto coerente levado a cabo a partir da segunda metade do século XIV, onde a ponte, as muralhas, o urbanismo e os marcos públicos da comunidade são, ainda, bem identificados.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Pontes Antigas Classificadas

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

RIBEIRO, Aníbal Soares

Título

Itinerários de Ponte de Lima

Local

Ponte de Lima

Data

1973

Autor(es)

REIS, António Matos

Título

Anais Municipais de Ponte de Lima

Local

Ponte de Lima

Data

1977

Autor(es)

LEMOS, Miguel Roque dos Reis, REIS, António Matos

Título

A Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, 1530-1980

Local

Ponte de Lima

Data

1979

Autor(es)

REIS, António Matos

Título

Ponte de Lima na Alta Idade Média, Arquivo do Alto Minho, vol. 9

Local

Viana do Castelo

Data

1960

Autor(es)

FERNANDES, A. de Almeida

Título

Um espaço urbano medieval: Ponte de Lima

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

ANDRADE, Amélia Aguiar

Título

Monografia do concelho de Ponte de Lima

Local

Porto

Data

1946

Autor(es)

AURORA, Conde de

Título

Arqueologia no Largo Camões, Boletim Municipal de Ponte de Lima, ano IV, nº11

Local

Ponte de Lima

Data

2000

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Brochado de

Título

Inventário Artístico da Região Norte - III (Concelho de Ponte de Lima)

Local

Porto

Data

1974

Autor(es)

-

Título

Alto Minho

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de

Título

Epigrafia medieval portuguesa (862-1422)

Local

Lisboa

Data

2000

Autor(es)

BARROCA, Mário Jorge