Saltar para o conteúdo principal da página
Património Cultural

Capela de Santo António - detalhe

Designação

Designação

Capela de Santo António

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Nossa Senhora das Mercês / Capela de Santo António (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Sintra / Colares

Endereço / Local

- -
Penedo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 44 075, DG, I Série, n.º 281, de 5-12-1961 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

Abrangido pela Zona Tampão da "Paisagem Cultural e Natural de Sintra", incluída na Lista de Património Mundial - ZEP (nº 2 do art.º 72.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 de Outubro)

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Capela de Santo António foi fundada em 1547 por Francisco Nunes Dias e sua mulher Maria dos Anjos Gonçalves Perpétua, moradores na Ribeira do Valente. o pequeno templo rural foi implantado no local do Penedo, à volta do qual acabaria por se desenvolver posteriormente a Aldeia do Penedo.
Na primeira metade do século XVII o templo foi remodelado, sendo nesta campanha de obras executado o programa decorativo interior, nomeadamente os painéis de azulejo. Ao longo do século XIX foram efectuadas diversas obras de reparação das estruturas da capela.
A planta, que se desenvolve longitudinalmente, é composta pela nave, capela-mor rectangular e por dependências de apoio, anexadas lateralmente. A fachada, de modelo muito simples, apresenta ao centro portal de moldura rectangular com cornija, encimado por um frontão triangular que insere um nicho com a imagem de Santo António. Sobre este foi rasgada uma pequena janela rectangular. O pano da fachada é terminado em empena.
O interior, de nave única, possui coro-alto e púlpito quadrado. O espaço da nave é decorado com painéis de azulejo seiscentista, que combinam composições figurativas policromas, alusivas à vida de Santo António, com azulejos de padrão, e coberto por abóbada de berço decorada com motivos geométricos pintados em estuque.
As paredes da capela-mor são decoradas por painéis de azulejo de padrão. O espaço é coberto por abóbada de berço de caixotões, decorados com motivos geométricos. O retábulo-mor, de talha, é pintado a azul e branco e rematado por frontão interrompido, albergando três imagens.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 6 de Junho de 2005

Imagens

Bibliografia

Título

Azulejaria Portuguesa

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

MECO, José

Título

Contributos para o estudo das festividades populares em louvor do Divino Espírito Santo no lugar do Penedo, in Sintria - revista de estudos de arqueologia, arte e etnologia, tomo I

Local

Sintra

Data

1983

Autor(es)

NUNES, Maria Luisa Abreu, CABRAL, Maria Elisabeth Figueiredo