Saltar para o conteúdo principal da página

Ponte de Varziela - detalhe

Designação

Designação

Ponte de Varziela

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Ponte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Melgaço / Castro Laboreiro e Lamas de Mouro

Endereço / Local

-- -
Varziela

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Das numerosas pontes históricas que se conservam no concelho de Melgaço, a da Varziela é a que apresenta maiores vestígios de ter sido executada no período medieval, com grande probabilidade entre os séculos XII a XIV. No entanto, as suas origens deverão ser anteriores, como alguns autores têm insistido e como se depreende de alguns indicadores exteriores ao monumento.
Aníbal Rodrigues, num pioneiro estudo acerca destas estruturas de passagem na região de Castro Laboreiro, provou a continuidade (e, em muitos casos, a reformulação) medieval de antigas pontes romanas, cabendo às obras dos séculos XII a XV o generalizado alargamento dos tabuleiros e o reforço estrutural próprio de monumentos sujeitos a grande desgaste (RODRIGUES, 1985).
Foi o que terá sucedido, também, com a ponte da Varziela. Na origem, ela fazia parte de uma via romana que, da Portela do Homem, entroncava com a estrada de Castro Laboreiro, servindo, desta forma, uma secção periférica do vasto território serrano. Um outro indício importante, que recuará a sua origem até ao domínio romano, é a existência de minas de ouro nas imediações, "à distância de 60 metros da margem direita deste rio" (IDEM, p.25). Perante estes factos, pode assumir-se, ainda que com notórias reservas, que a sua primeira função foi a de apoiar essa antiga mina (que a tradição aponta ter sido explorada pelos romanos), servindo de via de escoamento. Um último factor de datação romana é a implantação da ponte entre duas curvas, um dos mais nítidos sintomas de cronologia clássica.
Muitos séculos depois, já na Baixa Idade Média, a ponte terá sido refeita, com objectivos distintos dos que presidiram à primeira edificação. Encerradas as minas e acentuando-se a ruralização do território, a Varziela serviu de local de passagem a comunidades de habitação sazonal, que viviam da pastorícia e da exploração de gado.
Com esse propósito, concebeu-se o actual projecto, que deve ter mantido o esquema geral da estrutura - o arco único e, sensivelmente, a mesma altura -, embora deva ter alterado as dimensões do tabuleiro. Na actualidade, este é em forma de cavalete pouco acentuado, de dupla rampa, com cerca de 2,80m e é "protegido lateralmente por blocos de pedra de granito aparelhado de 1m de altura" (RIBEIRO, 1998, p.173), constituindo estas guardas uma clara manifestação da construção medieval. Também o arco, apesar da sua volta perfeita, é composto por aduelas de fabrico medieval, de grande qualidade e perfeição. O enchimento da restante estrutura adoptou, porém, um aparelho menos cuidado, à base de pedras miúdas irregularmente talhadas e relacionadas entre si, bem como o pavimento, de grandes lajes mas também apresentando alguma irregularidade.
Nas suas imediações, e correspondendo a uma das mais efectivas devoções populares ao longo dos séculos, implantou-se um pequeno nicho, ou oratório, conhecido como as "Alminhas da Varziela". Indissociavelmente ligado à ponte, este elemento religioso tem um significado profundo nos caminhos da religiosidade popular - que se testemunha em muitos outros locais do país -, sendo um ponto de oração indispensável a quem percorria os caminhos, rogando por uma boa viagem.
PAF

Bibliografia

Título

Pontes Antigas Classificadas

Local

Lisboa

Data

1998

Autor(es)

RIBEIRO, Aníbal Soares

Título

Caminhos velhos e Pontes de Viana e Ponte de Lima

Local

Viana do Castelo

Data

1962

Autor(es)

ARAÚJO, José Rosa de

Título

Pontes Romanas e Românicas de Castro Laboreiro

Local

Viana do Castelo

Data

1985

Autor(es)

RODRIGUES, Pe. Aníbal