Saltar para o conteúdo principal da página

Dois dólmenes na Herdade de Corte Serrão - detalhe

Designação

Designação

Dois dólmenes na Herdade de Corte Serrão

Outras Designações / Pesquisas

Anta Grande de Corte Serrão / Anta Pequena de Corte de Serrão / Dólmens na Herdade de Corte Serrão (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Anta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Vidigueira / Pedrógão

Endereço / Local

Herdade de Corte Serrão
Vidigueira

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 29/90, DR, I Série, n.º 163, de 17-07-1990 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Sítio
Implantadas nas proximidades do rio Guadiana, na parte Norte de uma pequena elevação com o nome Monte de Corte Serrão e a uma cota de 162 m, as duas antas situam-se a escassos vinte sete metros uma da outra, sendo que a maior se localiza mais a Sul.
O monumento de maiores dimensões, conhecido como "Anta Grande de Corte Serrão", apresenta uma câmara de planta poligonal embora a maioria dos seus esteios de xisto, num total de seis visíveis, se encontrem fraturados na parte superior e algo inclinados para o interior. Refira-se que o esteio da cabeceira, com dimensões exibidas de 2,50cm x 1,70cm, encontra-se quebrado longitudinalmente. No interior da câmara é visível um abatimento provocado por uma antiga violação.
Encontrando-se a sua antiga entrada virada a nascente, apresenta ainda um corredor sub-retangular parcialmente soterrado com cerca de dezassete metros mas que, supostamente, terá sido maior. Junto à entrada são ainda visíveis alguns esteios que podem estar relacionados com uma possível cobertura.
Relativamente à designada "Anta Pequenina de Corte Serrão", é possível reconhecer uma câmara de planta poligonal composta por sete esteios de xisto inclinados para o interior, o maior com 2,10 x 1,20 m. A entrada, que estaria voltada a nascente, deveria ligar a um corredor hoje inexistente.

História
As Antas de Corte Serrão foram estudadas pela primeira vez em 1944 pelo investigador José Fragoso de Lima. Mais tarde, em 1973, as mesmas foram referenciadas por um aluno do liceu de Beja de nome Manuel António Frade, o que levou a que a antiga Junta Nacional da Educação tomasse a iniciativa de as catalogar.

Maria Ramalho/DGPC/2017.

Imagens

Bibliografia

Título

Elementos históricos e arqueológicos do concelho de Moura

Local

Moura

Data

1981

Autor(es)

LIMA, José Fragoso de

Título

Antas da Bacia do Guadiana. Dolmenes da Corte-Serrão, Arquivo de Beja

Local

Beja

Data

1944

Autor(es)

LIMA, José Fragoso de

Título

Vidigueira e o seu Concelho

Local

Vidigueira

Data

1986

Autor(es)

CAETANO, J. A. Palma