Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Telheira - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Telheira

Outras Designações

Pelourinho de Couto de Sanfins
Pelourinho de S. Fins
Pelourinho de Friestas
Pelourinho de Verdoejo

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Valença / Verdoejo

Endereço / Local

Quinta de Sanfins
Lugar de Telheira

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A povoação de Sanfins é muito antiga, sendo já referida em documento afonsino, de 1172, que institui o couto da mesma designação, doado ao Mosteiro de S. Fins de Friestas. Não se lhe conhece foral propriamente dito, mas Sanfins foi vila e sede de concelho, extinto em 1834, e integrado em Valença. Conserva um monumento, referido como pelourinho, hoje implantado na freguesia de Verdoejo, junto da capela do Senhor dos Passos, no lugar de Telheira.
Trata-se de um troço de coluna cilíndrica, muito grossa, assente numa tosca base de dois degraus quadrangulares, muito desgastados. A coluna é fomada por vários tambores ligados com argamassa, alcançando quase 3,5 metros de altura. É rematada por singelo ábaco ou tabuleiro quadrangular, muito mutilado. Nela se destaca a inscrição ERA DE 729. O monumento é por vezes referido como sendo "setecentista", mas parece muito provável resultando do aproveitamento de um marco de demarcação do território ainda do período romano, que não constituiria caso único. SML

Imagens

Bibliografia

Título

"Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral"

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde