Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Casal do Meio - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Casal do Meio

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Casal do Meio(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Sátão / Rio de Moinhos

Endereço / Local

Lugar de Casal do Meio
Rio de Moinhos

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Casal do Meio foi a sede do antigo concelho de Rio de Moinhos, do qual não se conhece foral, tendo sido extinto em 1836, e integrado em Sátão. Rio de Moinhos é freguesia, e Casal do Meio figura hoje como pequeno lugar. Da sua anterior categoria conserva ainda alguns vestígios, como o edifício das velhas cadeia e Casa da Câmara , junto da qual se ergue o pelourinho. Este é muito singelo e de factura bastante rude, acentuada pelo uso do granito, não permitindo datação rigorosa. Será, ainda assim, uma peça enquadrável no conjunto dos mais toscos pelourinhos Quinhentistas.
O pelourinho de Casal do Meio levanta-se sobre um soco de dois degraus quadrangulares de aresta, muito desconjuntados, acrescentados de um terceiro, mais baixo, com orifício de encaixe para a coluna, e que funciona como base desta. A coluna arranca com secção quadrada, semelhante ao orifício onde se encaixa, e segue com fuste oitavado, através de chanfro aplicado nas arestas. Eleva-se a cerca de quatro metros de altura. Não tem capitel, sendo directamente encimada pelo remate. Este consta de um bloco aproximadamente cúbico, com vaga forma de castelo, que lhe é dada por pequenos cilindros cantonais talhados no mesmo corpo, ao modo de incipientes colunelos ou torrinhas. Termina em calote semi-esférica. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde