Saltar para o conteúdo principal da página

Forte de Burgau - detalhe

Designação

Designação

Forte de Burgau

Outras Designações / Pesquisas

Bateria do Burgau / Forte de Burgau (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Militar / Forte

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Faro / Vila do Bispo / Budens

Endereço / Local

- a cerca de 10 km de Lagos
Burgau

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Mandado edificar no reinado de D. João IV, numa época em que a Coroa empreendeu uma política defensiva da costa atlântica portuguesa, reforçando a capacidade de defesa das fortalezas quinhentistas ou edificando novas fortalezas, que reforçariam as linhas de fogo existentes, o Forte do Burgau destinava-se a defender o núcleo piscatório existente na região.
Edificado a sul do núcleo da povoação do Burgau, num local onde teria existido uma torre de vigia, o forte encontra-se actualmente muito desvirtuado, devido ao estado de ruína e a ocupação indevida nos últimos anos.
No entanto podem ainda distinguir-se os traços gerais da sua estrutura. De planta rectangular, com bateria voltada ao mar, possuía no centro da praça de armas uma casa forte coberta por abóbada de canhão, encimada por um terraço, numa curiosa integração de um elemento da arquitectura regional nos modelos da arquitectura militar seiscentista.
Catarina Oliveira
GIF/ IPPAR/ 2004

Bibliografia

Título

Castelos, fortalezas e torres da região do Algarve

Local

Faro

Data

1997

Autor(es)

COUTINHO, Valdemar

Título

Roteiro dos Monumentos Militares Portugueses

Local

Lisboa

Data

1948

Autor(es)

ALMEIDA, João de

Título

Algarve - Castelos, Cercas e Fortalezas

Local

Faro

Data

2008

Autor(es)

MAGALHÃES, Natércia