Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de São Francisco - detalhe

Designação

Designação

Igreja de São Francisco

Outras Designações / Pesquisas

Igreja do Convento de São Francisco / Convento e Igreja de São Francisco(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Tomar / Tomar (São João Baptista) e Santa Maria dos Olivais

Endereço / Local

Avenida General Bernardino de Freitas
Tomar

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 42 255, DG, I Série n.º 105, de 8-05-1959 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Convento de São Francisco de Tomar foi fundado em 1624 por uma comunidade de frades franciscanos oriundos do cenóbio de Santa Cita, iniciando-se a construção da igreja em 1628 (FRANÇA, 1994, pp. 85-86). As obras do corpo da igreja foram terminadas em 1636, conforme assinala uma lápide disposta na capela-mor, embora a torre edificada do lado direito da fachada só tenha sido concluída em 1660.
O templo apresenta um modelo chão decorrente de um gosto iniciado na década de 20 do século XVII que "(...) conduz ao surto de fachadas de igrejas semelhantes a grandes casas com numerosas janelas." (KUBLER, 1988, p. 148).
A disposição do espaço interior da igreja segue o protótipo da Igreja do Espírito Santo de Évora, um espaço unificado com capelas intercomunicantes, coberto por abóbada de berço, embora não apresente tribunas (Idem, ibidem). A capela-mor, pouco saliente na planimetria, alberga um altar de talha dourada com quatro colunas torsas, no qual foi montado em 1945 um Calvário oriundo do Convento das Trinas de Lisboa (FRANÇA, 1994, p. 86).
A fachada do templo, recortada em "sucessivas ondulações maneiristas" (Idem, ibidem), é rasgada ao centro por um portal de frontão curvo, dispondo-se no restante espaço do frontispício diversas janelas divididas por dois andares e "agrupadas como um grande celeiro" (KUBLER, 1988, p. 148).
O claustro do convento, localizado do lado esquerdo do edifício, apresenta planta quadrada, dividida em dois registos, de sete tramos assentes sobre pilares toscanos no piso inferior, e uma varanda de balaústres no superior. As arcadas do registo inferior estão actualmente fechadas, com janelas rasgadas ao centro.
Depois da extinção das ordens religiosas, o Convento de São Francisco foi entregue ao Ministério da Guerra, que aí instalou um batalhão militar. Actualmente, a tutela do edifício é dividida entre a Ordem Terceira de São Francisco, a quem pertence o espaço do templo, e a Câmara Municipal de Tomar, responsável pela cerca e restante espaço conventual.
Catarina Oliveira
IPPAR/2006

Imagens

Bibliografia

Título

História de Tomar

Local

Tomar

Data

1982

Autor(es)

ROSA, Amorim

Título

A Arquitectura Portuguesa Chã - Entre as Especiarias e os Diamantes 1521-1706

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

KUBLER, George

Título

Tomar

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

FRANÇA, José-Augusto

Título

A construção do Convento de São Francisco de Tomar, in Anais da União dos Amigos dos Monumentos da Ordem de Cristo, vol. III, 1951

Local

Lisboa

Data

1951

Autor(es)

GARCEZ, F. A.

Título

O Convento das Trinas do Mocambo: estudo histórico-artístico

Local

Lisboa

Data

2004

Autor(es)

SIMÕES, João Miguel