Saltar para o conteúdo principal da página

Centro Histórico de Santarém - detalhe

Designação

Designação

Centro Histórico de Santarém

Outras Designações / Pesquisas

Núcleo urbano da cidade de Santarém / Centro histórico de Santarém(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Santarém / União de Freguesias da cidade de Santarém

Endereço / Local

-- -
Santarém

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (com Despacho de Abertura)

Cronologia

Anúncio n.º 13747/2012, DR, 2.ª série , n.º 231, de 29-11-2012 (abertura de novo procedimento de classificação do Centro Histórico de Santarém) (ver Anúncio)
Anúncio n.º 13706/2012, DR, 2.ª série , n.º 223, de 19-11-2012 (arquivamento do procedimento relativo ao Centro Histórico de Santarém) (ver Anúncio)
Despacho de 24-10-2012 do diretor-geral da DGPC, concordante com a proposta anterior (arquivamento do procedimento inicial, e abertura de dois outros procedimentos)
Parecer favorável de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 18-10-2012 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para o arquivamento do procedimento e a abertura de dois outros procedimentos ("Centro Histórico de Santarém" e "Ribeira de Santarém") (ver ficha)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
df1sdip/2011/12/23200/0520605206.pdf ">(ver Despacho)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Edital de 3-01-2002 da CM de Santarém
Despach N.º 03/2001 de 18-04-2001 do vice-presidente do IPPARa determinar a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de classificação de 26-03-1997 da CM de Santarém

ZEP

Anúncio n.º 13747/2012, DR, 2.ª série , n.º 231, de 29-11-2012 (fixou a ZEPP) (ver Anúncio)
Despacho de 24-10-2012 do diretor-geral da DGPC a fixar a ZEP provisória
Parecer favorável de 22-10-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 18-10-2012 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a fixação de uma ZEP provisória

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Aquele que é actualmente considerado como o "Centro Histórico de Santarém", por excelência, engloba toda uma série de eclécticas edificações, tanto do ponto de vista histórico-artístico, como do utilitário. No seu conjunto, estes imóveis reflectem bem a evolução das próprias vivências quotidianas desta cidade ao longo dos séculos, ao mesmo tempo que ilustram sucessivas páginas da História do nosso país.
A área delimitada pelo Centro Histórico detém características muito específicas, atendendo, quer à relação especial que o rio Tejo manteve com ela, quer à própria geo-morfologia do terreno e o notório contraste paisagístico existente entre o planalto e a planície, que permitiu uma harmonização dos diversos elementos que compõem esta mesma área, seja em consequência da acção natural ou humana. Foram, contudo, estas mesmas pecularidades topográficas que condicionaram a estruturação da maior parte desta área e suas respectivas edificações numa zona planáltica sobranceira ao rio, à altitude média de 103 metros, para além dos dois núcelos urbanos ribeirinhos - a Ribeira de Santarém e o Alfange -, assentes a uma altitude média de 8 metros, na margem direita do rio Tejo.
Desde 1910 que o património histórico edificado de Santarém tem vindo a ser classificado, abrangendo, grosso modo, todo o Centro Histórico. Deste, fazem parte edifícios tão díspares, tipologica e cronologicamente, como as Ruínas da Albergaria de S. Martinho, o Mercado Municipal de Santarém, o Núcleo Museológico dos Caminhos de Ferro, ou o Café Central, todos eles atestando, uma vez mais, a evolução secular das populações que aqui viveram.
Todavia, não são apenas os imóveis a revestirem-se de maior interesse, seja para os especialistas como para os visitantes, em geral. Com efeito, as próprias fachadas dos edifícios habitacionais construídos durante os sécs. XIX e XX, evidenciam bem o desenvolvimento dos conceitos arquitectónicos e das novas tecnologias aplicadas à construção civil. Disso são exemplo as aplicações de painéis azulejares de natureza industrial, porcelana, ferro forjado e fundido, etc., a par de elementos arquitectónicos representativos de outras eras, desde a época da presença romana no nosso território, passando pelos testemunhos da actividade islâmica, até aos emblemáticos monumentos medievais scalabitanos.
Embora algumas destas edificações e troços urbanos tenham sido objecto de alterações ao longo dos séculos, quer em resultado do desenvolvimento natural de qualquer malha urbanística sujeita a intervenções pontuais de readaptação, quer da própria acção demolidora do Homem ou da Natureza, o facto é que se procedeu sempre à renovação deste centro, com a preocupação de respeitar, de algum modo, o traço original. Tal não impediu, no entanto, que se procedessem a algumas alterações, que, na generalidade, resultaram num enriquecimento do património integrado e imóvel desses mesmos edifícios. Disso, são exemplo os revestimentos de alçados interiores e exteriores de monumentos com painéis de azulejos, como no caso da Igreja de Marvila, levando à designação da cidade de Santarém, não apenas como a "Capital do Gótico" de Portugal, como a "Capital do Azulejo" do país.
Na verdade, a riqueza e particularidade deste Centro Histórico encontram-se patentes e justificadas na continuidade da ocupação humana, confirmada pela presença de diferentes estilos arquitectónicos, verdadeiramente emblemáticos dos diversos períodos histórico-artísticos existentes no território actualmente português.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

A Albergaria de S. Martinho - Santarém. Relatório Preliminar.

Local

-

Data

1977

Autor(es)

GONÇALVES, João Ludgero Marques; SERRÃO, Vítor Manuel

Título

História de Santarém Edificada

Local

-

Data

1740

Autor(es)

VASCONCELOS, Pe. Inácio da Piedade

Título

Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Santarém

Local

Lisboa

Data

1949

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Santarém Monumental

Local

CMS

Data

1988

Autor(es)

PAES, Octávio da Silva

Título

Santarém: candidatura de Santarém a património mundial, 3º v., Património monumental de Santarém : inventário, estudos descritivos

Local

-

Data

1996

Autor(es)

CUSTÓDIO, Jorge

Título

Santarém, Cidade do Mundo

Local

CMS

Data

1996

Autor(es)

CUSTÓDIO, Jorge

Título

História e Monumentos de Santarém

Local

-

Data

1993

Autor(es)

SARMENTO, Zeferino

Título

Santarém, História da Arte em Portugal

Local

-

Data

1931

Autor(es)

SARMENTO, Zeferino

Título

Guia de Santarém

Local

-

Data

1924

Autor(es)

OSÓRIO, José

Título

O património artístico de Santarém

Local

-

Data

1996

Autor(es)

SERRÃO, Vítor

Título

Santarém: História e Arte

Local

-

Data

1951

Autor(es)

SERRÃO, Joaquim Veríssimo

Título

Santarém: a Cidade e os Homens

Local

-

Data

1977

Autor(es)

Museu Distrital de Santarém