Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de São Pedro de Medrões - detalhe

Designação

Designação

Capela de São Pedro de Medrões

Outras Designações / Pesquisas

Capela de São Pedro de Medrões (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Vila Real / Santa Marta de Penaguião / Medrões

Endereço / Local

Cemitério Paroquial da Freguesia de Medrões
Medrões

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 405/2010, DR, 2.ª série, n.º 114, de 15-06-2010 (ver Portaria)
Despacho de homologação de 3-09-2009 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 11-07-2007 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 23-03-2001 da DR do Porto do IPPAR para a classificação como IIP
Despacho de abertura de 15-07-1998 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 27-06-1997 da DR do Porto do IPPAR
Proposta de classificação de 5-02-1989 da JF de Medrões

ZEP

Portaria n.º 405/2010, DR, 2.ª série, n.º 114, de 15-06-2010 (sem restrições) (ver Portaria)
Despacho de homologação de 3-09-2009 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 11-07-2007 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 9-05-2007 da DR do Porto

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situada fora da localidade e junto ao cemitério de Medrões, a capela de São Pedro, sede da Irmandade dos clérigos do concelho, é uma construção certamente seiscentista que foi depois objecto de uma campanha decorativa no interior, já no decorrer do século XVIII (COSTA, p. 411).
De planta longitudinal, com nave única rectangular e capela-mor quadrangular, a capela apresenta ainda a sacristia adossada a Norte. A fachada principal, em empena e com pilastras nos cunhais encimadas por fogaréus, é marcada pela abertura do porta, de verga recta, encimado por entablamento e nicho central flanqueado por volutas e pináculos. Os restantes alçados pautam-se por uma enorme depuração, que contrasta vivamente com o interior, dominado pela talha dourada. As abóbadas da nave e da capela-mor são revestidas por caixotões de talha dourada e policromada com representações de santos. O intradorso e o extradorso do arco triunfal são totalmente envoltos por talha dourada que integra também os retábulos colaterais manifestando-se ainda no púlpito do lado do Evangelho, nas sanefas de alguns vãos e no retábulo-mor.
Rosário Carvalho

Imagens

Bibliografia

Título

Corografia Portuguesa e descripçam topographica do famoso Reyno de Portugal

Local

Lisboa

Data

1712

Autor(es)

COSTA, Pe. António Carvalho da