Saltar para o conteúdo principal da página

Estrada lusitano-romana - detalhe

Designação

Designação

Estrada lusitano-romana

Outras Designações / Pesquisas

-

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Via

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Braga / Póvoa de Lanhoso / Póvoa de Lanhoso (Nossa Senhora do Amparo)

Endereço / Local

-- na estrada para o Castelo da Póvoa de Lanhoso
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 30 762, DG, I Série, n.º 225, de 26-09-1940 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Foi graças à abertura de uma estrada de acesso ao Santuário da Senhora do Pilar e ao Castelo, executada no fim dos anos trinta do século passado, que se colocaram a descoberto vestígios arqueológicos no sopé do Monte do Castelo, na Póvoa de Lanhoso, a uma altitude de aproximadamente quatrocentos metros, sobranceiros às bacias dos rios Cávado e Ave, em terrenos agrícolas particularmente férteis.
Das escavações conduzidas no local nos anos quarenta resultou a identificação de um povoado fortificado erguido durante a Idade do Ferro, embora encerrando materiais indicadores de períodos ocupacionais anteriores, desde, pelo menos, o Calcolítico, como atesta o espólio recolhido no arqueossítio, do qual fazem parte inúmeros fragmentos cerâmicos deste período.
Mas foram também recolhidos fragmentos de tegulae e imbrices, elementos de construção que vêem confirmar uma das realidades mais presentes neste tipo de povoados fortificados de altura: a sua ocupação num segundo período, já em pleno domínio romano do actual território português.
Uma particularidade que, se era comum a inúmeros povoados de altura erguidos durante a Idade do Ferro, destacava-se, no caso em epígrafe, perante a sua localização privilegiada, em grande parte mercê da extensa navegabilidade do rio nesta zona, associada à abundância de pequenos cursos hídricos, à fertilidade dos solos (daí resultante) e à vastidão montanhosa vital para a actividade pastorícia, assim como à existência de várias matérias primas.
Não surpreende, por conseguinte, que fosse de igual modo identificado nas imediações um troço de via romana, referenciada, já em finais do século, por um dos maiores conhecedores e divulgadores de antiguidades da ampla região bracarence, o Padre Martins Capela.
Conduzindo ao denominado "Castelo de Póvoa de Lanhoso", a "Estrada lusitano-romana" integraria a via militar romana XVII, destinada a ligar as antigas cidades de Bracara Augusta (Braga) e Aquae Flaviae (Chaves).
O que não seria inusitado, porquanto a presença romana nas actuais fronteiras físicas portuguesas pautou-se, tal como nos demais recantos do Império, pela implementação de uma política administrativa assente em dois vectores vitais para a sua perduração no tempo: na definição de unidades político-administrativas e no traçado de vias que assegurassem uma ligação permanente e célere entre os principais centros populacionais, ao mesmo tempo que a sua renovação, face às exigências assomadas com o desenrolar dos acontecimentos registados em Roma.
[AMartins]

Bibliografia

Título

O Reordenamento Territorial, Nova História de Portugal: Portugal das origens à romanização

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

ALARCÃO, Jorge Manuel N. L.

Título

Monumentos Nacionais. Seu arrolamento, classificação e protecção, especialmente na parte que se refere a arqueologia, Revista de Guimarães

Local

Guimarães

Data

1941

Autor(es)

CARDOZO, Mário

Título

Trepando aos Montes, O Distrito de Braga

Local

Braga

Data

1975

Autor(es)

CUNHA, Arlindo Ribeiro da

Título

O Castro de Lanhoso e o seu espólio, Congresso do Mundo Português. Memórias e Comunicações Apresentadas ao Congresso da Pré e Proto-História de Portugal

Local

Lisboa

Data

1940

Autor(es)

TEIXEIRA, Carlos

Título

Notas arqueológicas sobre o castro de Lanhoso, Trabalhos da Sociedade Portuguesa de Antropologia e Etnologia

Local

Porto

Data

1940

Autor(es)

TEIXEIRA, Carlos

Título

Guia de Portugal, v.4, t. II : Entre Douro e Minho, Minho

Local

Lisboa

Data

1996

Autor(es)

DIONÍSIO, Sant'Ana

Título

Póvoa de Lanhoso, Tesouros Artísticos de Portugal

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

ALMEIDA, José António Ferreira de