Saltar para o conteúdo principal da página

Mosteiro de Refóios do Lima - detalhe

Designação

Designação

Mosteiro de Refóios do Lima

Outras Designações / Pesquisas

Mosteiro de Refóios do Lima / Igreja Paroquial de Refóios de Lima / Igreja de Santa Maria(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Mosteiro

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viana do Castelo / Ponte de Lima / Refóios do Lima

Endereço / Local

EN 202
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 29 604, DG, I Série, n.º 112, de 16-05-1939 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Documentado desde o século XII, o Mosteiro de Refóios do Lima terá sido fundado por D. Afonso Ansemondes para albergar uma comunidade de Cónegos Regrantes de Santo Agostinho, entregando o priorado do cenóbio a seu filho, Pedro Mendo. A edificação da igreja iniciou-se cerca de 1143-1144.
Em meados do século XVI o mosteiro encontrava-se muito arruinado, pelo que a comunidade monacal pediu que se reformasse o edifício. Em 1564 o bispo de Miranda, D. Júlio de Alva, comendatário de Refóios, ordena que se iniciem as obras de reconstrução. No ano de 1571 o claustro estava edificado, e a igreja do mosteiro concluía-se em 1581.
De planta em cruz latina, a igreja apresenta um modelo cuja fachada mistura elementos maneiristas e barrocos. Rematado por frontão contracurvado, o frontispício possui no primeiro registo o portal principal, inserido em moldura rectangular ladeada por colunelos, com friso e volutas. Sobre ele foi edificada uma grande janela com gradeamento e moldura ricamente decorada. Do lado direito foi edificada a torre sineira, de gosto barroco.
O espaço interior é composto por uma única nave, coberta por abóbada de caixotões, com coro-alto e cadeiral e quatro capelas colaterais com altares de talha em estilo nacional.
A capela-mor possui ao centro altar de talha maneirista, "(...) grandioso e muito denso em espaços e imagens, realizado pelos meados de Seiscentos (...)" (ALMEIDA, 1987, p. 116).
No ano de 1986 o Arquitecto Fernando Távora executou um projecto para transformar o edifício conventual, vendido à Câmara Municipal de Ponte de Lima nessa mesma época, numa escola de agronomia. A Escola Superior Agrária foi inaugurada em 1992, e o novo edifício destaca-se pela harmonia com as dependências conventuais quinhentistas.
Catarina Oliveira
IPPAR/2006

Imagens

Bibliografia

Título

Roteiro da Ribeira Lima

Local

Porto

Data

1959

Autor(es)

AURORA, Conde de

Título

Alto Minho

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de