Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho de Zebreira - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho de Zebreira

Outras Designações / Pesquisas

Pelourinho de Zebreira (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Castelo Branco / Idanha-a-Nova / Zebreira e Segura

Endereço / Local

Largo da Praça
Zebreira

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Embora, em 1833, tivesse perdido a relevância da qual desfrutava desde que os soberanos portugueses a fizeram Villa e sede concelhia, Zebreira conserva algumas edificações evocativas desses tempos, de entre os quais se destaca o "Pelourinho", símbolo, por excelência, da obtenção de autonomia municipal, numa evidência da importância da sua localização geográfica para a manutenção das fronteiras nacionais, ao mesmo tempo que da influência e da força das suas gentes.
Possivelmente construído apenas em 1686, a julgar pela inscrição gravada na sua peanha, o pelourinho, executado na matéria-prima mais abundante na região - o granito - é constituído por plataforma composta de quatro degraus de planta quadrangular, de apoio à base - encimada por elemento cilíndrico estrangulado - da coluna composta de fuste liso, de secção octogonal, suportando capitel constituído por molduras quadrangulares sobrepostas terminado em bloco prismático com as faces decoradas com esfera armilar, florão e o que poderão ser duas pedras de armas, sobrepujando-o pirâmide exibindo triângulos lavrados e botões salientes nas arestas, culminada em haste férrea com bandeira hasteada.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde

Título

Beira Baixa. A memória e o olhar

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

MARCELO, M. Lopes