Saltar para o conteúdo principal da página

Casa da Borralha, capela e jardim envolvente - detalhe

Designação

Designação

Casa da Borralha, capela e jardim envolvente

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Borralha e Capela / Hotel Palácio da Borralha (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Aveiro / Águeda / Águeda e Borralha

Endereço / Local

Rua Conde Caldeira
Borralha

Número de Polícia: 73

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 740-AJ/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 (suplemento), de 24-12-2012 (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 13-02-2012 do diretor do IGESPAR, I.P.
Despacho de concordância de 12-01-2012 do diretor do IGESPAR, I.P.
Parecer de 19-12-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a alteração da categoria de classificação para MIP, categoria que tem vindo a propor para casos análogos
Declaração de rectificação n.º 740/2011, DR, 2.ª série, n.º 78, de 20-04-2011 (rectifica a planta, por erro de digitalização) (ver Declaração)
Anúncio n.º 4616/2011, DR, 2.ª série, n.º 69, de 7-04-2011 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 8-10-2010 do director do IGESPAR, I.P.
Parecer de 29-09-2010 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificção como CIP
Parecer favorável de 1-06-2005 do Conselho Consultivo do IPPAR
Proposta de 25-09-2003 da DR de Coimbra para a redução da área a classificar, por ter loteamento aprovado
Edital de 18-08-2003 da CM de Águeda
Despacho de homologação de 29-05-2003 do Ministro da Cultura
Parecer de 7-05-2003 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como IIP
Proposta de 26-07-2002 da DR de Coimbra para uma classificação de âmbito municipal para a Casa da Borralha, capela e jardim envolvente
Proposta de classificação de 14-05-2001 da Associação dos Naturais e Amigos de Águeda para a Casa da Borralha e envolvente

ZEP

Portaria n.º 740-AJ/2012, DR, 2.ª série, n.º 248 (suplemento), de 24-12-2012 (sem restrições) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 13-02-2012 do diretor do IGESPAR, I.P.
Declaração de rectificação n.º 740/2011, DR, 2.ª série, n.º 78, de 20-04-2011 (rectifica a planta, por erro de digitalização) (ver Declaração)
Anúncio n.º 4616/2011, DR, 2.ª série, n.º 69, de 7-04-2011 (ver Anúncio)
Despacho de concordância de 8-10-2010 do director do IGESPAR, I.P.
Parecer favorável de 29-09-2010 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 5-08-2010 da DRC do Centro
Parecer de 1-06-2005 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor que a a DR de Coimbra estude uma ZEP

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Construção oitocentista que pertenceu aos Condes da Borralha, este amplo solar com capela anexa foi, no final do século XX, transformado em Hotel - Hotel Palácio de Águeda. Trata-se de uma edificação de grande impacto, de carácter neoclássico, mas que recorre à utilização de elementos neo-góticos e neo-medievais.
A propriedade encontra-se hoje bem mais reduzida do que originalmente, mas inclui ainda um amplo jardim com diferentes espécies centenárias, lagos com passadiços, uma gruta artificial, tanques de desenho recortado, entre outros, que reforçam o cariz romântico do conjunto. O muro que a separa da via pública é aberto pelo portão principal, de composição neoclássica, onde se exibe o brasão esquartelado dos Leitões, Pintos, Caldeiras, e Carvalhos e, à direita, a indicação de que a casa foi edificada em 1843 por Francisco Caldeira Leitão Pinto e sua mulher Ignez de Vera Giraldes Mello e Bourbon . O outro portão, a Sul, sugere uma entrada medieval, com vão em ogiva ladeado por torreões de secção circular com cobertura de telha.
Se no portão a data de 1843 ajuda a balizar a campanha de obras oitocentista, os outros anos que se encontram inscritos sobre a porta de entrada - 1854 - e no silhar de azulejos do interior - 1905 - confirmam o prolongamento dos trabalhos pelo menos até ao início do século XX. Sobre a construção que aqui existia desde o século XVI pouco ou nada se conhece, a não ser que havia sido mandada fazer por Simão Fernandes de Carvalho (fidalgo da casa Real) e que dela foram aproveitados os alicerces (Cf. Processo de Classificação, IPPAR/DRC).
A fachada principal, de três pisos, divide-se em cinco panos, com os das extremidades e o central mais destacados e a terminar em frontão triangular. Os intermédios são rematados por mansardas (aumentadas já no século XX). É mais elevado o pano central, rasgado por janelas de sacada e onde se exibe, no último registo, a pedra de armas da família, ao que tudo indica, reaproveitada da construção anterior (Cf. Processo de Classificação, IPPAR/DRC). Os vãos, simétricos, terminam em frontão triangular. No interior, adaptado a hotel, conserva-se com maior integridade o piso térreo, onde funcionava a recepção. Um arco de cantaria introduz a escadaria de acesso aos pisos superiores, exibindo um rodapé de azulejos de figuração historicista, executados em 1905 por Miguel Costa na fábrica J. A. Santos, de Coimbra. No primeiro piso, mantêm-se as paredes das salas forradas com tecidos ou almofadadas destacando-se a que contém o fogão revestido a madeira e o escudo dos proprietários esculpido na chaminé. Os últimos andares são ocupados pelos quartos.
À esquerda, a capela neo-medieval, é marcada pela abertura de janelas em ogiva destacando-se a torre prismática rematada por coruchéu. Nada resta, actualmente, do seu recheio artístico.
Para além do seu valor patrimonial, a Casa da Borralha merece ainda especial referência por ter sido palco de reuniões culturais e políticas, aqui tendo nascido o deputado e governador civil de Aveiro, que também foi poeta, Fernando Caldeira (1839-1894).
(RC)

Imagens

Bibliografia

Título

Azulejaria Portuguesa

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

MECO, José

Título

Solares Portugueses

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

AZEVEDO, Carlos de

Título

Tratado da Grandeza dos Jardins em Portugal

Local

Lisboa

Data

1987

Autor(es)

CARITA, Hélder; CARDOSO, Homem

Título

Aveiro - do Vouga ao Buçaco

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

NEVES, Amaro, SEMEDO, Enio, ARROTEIA, Jorge Carvalho