Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício em Idanha-a-Nova - detalhe

Designação

Designação

Edifício em Idanha-a-Nova

Outras Designações / Pesquisas

Edifício Rua de São Pedro, 13-15 / Casas Quinhentistas na Rua de São Pedro, n.º 11 a 15 (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Castelo Branco / Idanha-a-Nova / Idanha-a-Nova e Alcafozes

Endereço / Local

Rua São Pedro
Idanha-a-Nova

Número de Polícia: 13-15

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A vila de Idanha-a-Nova teve ao longo do século XVI um período de grande desenvolvimento, que deu origem ao seu crescimento urbano. Foi nesta época, e nas duas centúrias seguintes, que se construíram a maior parte das casas nobres existentes na urbe. No centro de Idanha subsiste um pequeno núcleo de exemplares de arquitectura civil quinhentista, possivelmente edificados no primeiro quartel do século XVI, de planta longitudinal simples, com volumes dispostos horizontalmente.
A primeira casa, no número 13, possui no primeiro registo uma porta de moldura simples, e no segundo foi aberta uma janela de peito rectangular. A fachada é rematada em beiral. O edifício adjacente, no número 15, possui no primeiro registo dois portais geminados com lintel em arco abatido, e no segundo registo uma janela rectangular ladeada por dois cachorros de granito destinados ao suporte de floreiras. O remate é, tal como no edifício contíguo, feito por beiral. Os interiores encontram-se bastante degradados, mantendo-se no entanto a estrutura original.
Catarina Oliveira
IPPAR/2004

Imagens

Bibliografia

Título

A vila de Idanha-a-Nova. Memória descritiva e histórica

Local

Lisboa

Data

1985

Autor(es)

CRESPO, Firmino