Saltar para o conteúdo principal da página

Capela no Lugar de Santo André (Almofala) - detalhe

Designação

Designação

Capela no Lugar de Santo André (Almofala)

Outras Designações / Pesquisas

Santo André das Arribas / Capela de Santo André em Almofala(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Figueira de Castelo Rodrigo / Almofala e Escarigo

Endereço / Local

- -
Almofala

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Destino de romarias sazonais, a Capela de Santo André foi edificada em 1909 numa arriba sobranceira ao rio Águeda, nas imediações das ruínas de uma pequena ermida manuelina.
O actual templo apresenta uma estrutura bastante simples, de planta rectangular, com portal de moldura simples encimado por arco, duas janelas e empena rematada por sineira.
O interior é um espaço de nave única, com coro alto e dois altares colaterais de talha policromada. No retábulo-mor estão colocados dois painéis pintados, com as representações do Calvário e da Sagrada Eucaristia.
O espaço envolvente da capela é delimitado por um muro, fechado por portão de madeira que abre para o caminho de acesso ao templo. Este portão é ladeado por dois berrões, figuras zoomórficas de granito, um dos raros conjuntos destas estátuas proto-históricas que se podem encontrar na região fronteiriça a sul do Douro.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR,I.P/ Maio de 2009