Saltar para o conteúdo principal da página

Ermida, Casa de Romeiros e Fonte de Nossa Senhora da Graça - detalhe

Designação

Designação

Ermida, Casa de Romeiros e Fonte de Nossa Senhora da Graça

Outras Designações / Pesquisas

Ermida de Nossa Senhora da Graça(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Mista / Conjunto

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Santiago do Cacém / Santo André

Endereço / Local

Herdade da Badoca (com acesso pelo IP 8)
-

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 193/2013, DR, 2.ª série, n.º 69, de 9-04-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Anúncio n.º 13418/2012, DR, 2.ª série, n.º 179, de 14-09-2012 (ver Anúncio)
Parecer de 19-12-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Proposta de 27-11-2009 da DRC do Alentejo para a classificação como IIP
Edital N.º 122/2008 de 25-08-2008 da CM de Santiago do Cacém
Despacho de abertura de 17-07-2008 da subdirectora do IGESPAR, I.P.
Proposta de abertura de 20-06-2008 da DRC do Alentejo
Proposta de classificação de 29-03-1987 do CEHE de Ferreira do Zêzere

ZEP

Portaria n.º 193/2013, DR, 2.ª série, n.º 69, de 9-04-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Anúncio n.º 13418/2012, DR, 2.ª série, n.º 179, de 14-09-2012 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 19-12-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Nova proposta de 15-03-2010 da DRC do Alentejo
Devolvido à DRC do Alentejo por despacho de 11-02-2010 do director do IGESPAR, I.P., para aplicação do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, n.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma)
Proposta de 27-11-2009 da DRC do Alentejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificada na década de 1740, a ermida de Nossa Senhora da Graça implanta-se num local isolado, dispondo de casa de ermitão e casa para romeiros, de apoio às peregrinações.
Trata-se de um templo que se pauta por uma enorme depuração arquitectónica, pontuada por elementos decorativos de linguagem já rococó, constituindo um dos melhores exemplos desta situação a fachada do nártex: com pilastras nos cunhais, é aberta por arco abatido e pela janela do coro, de verga curva emoldurada por volutas e outros enrolamentos executados em estuque pintado de azul, cor que anima as principais linhas estruturais do conjunto arquitectónico.
A fachada do templo exibe portal de verga curva com vieira no fecho, símbolo da Ordem de Santiago que dominava a região. Ladeiam-na duas janelas, num espaço que é coberto por abóbada de aresta e aberto lateralmente por arcos abatidos que servem de bancos.
No interior, com o coro a desenvolver-se sobre o nártex, a nave configura-se num espaço de planta longitudinal sem qualquer elemento decorativo à excepção do púlpito. É na capela-mor que revela maior monumentalidade, com retábulo tardio, de talha policromada, e com panos murários revestidos por painéis de azulejo. De transição do barroco joanino para o rococó, as cenas figurativas são ainda pintadas a azul e branco, mas as cercaduras são já policromadas.
Os volumes das dependências de apoio erguem-se em torno da capela-mor, com a sacristia, à esquerda, a casa do ermitão no topo e a casa dos romeiros, à direita.
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

Património edificado de Santiago do Cacém - Breve inventário

Local

Santiago do Cacém

Data

2001

Autor(es)

SOBRAL, Carlos, MATIAS, José