Saltar para o conteúdo principal da página

Ermida de São Pedro da Ribeira - detalhe

Designação

Designação

Ermida de São Pedro da Ribeira

Outras Designações / Pesquisas

Capela de São Pedro da Ribeira / Capela de São Pedro da Ribeira(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Montemor-o-Novo / Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras

Endereço / Local

Rua de São Pedro
Montemor-o-Novo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 616/2014, DR, 2.ª série, n.º 142, de 25-07-2014 (ver Portaria)
Procedimento (indevidamente) prorrogado até 31-12-2011 pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Diploma)
Despacho de homologação de 23-05-2003 do Ministro da Cultura
Parecer de 7-05-2003 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como IIP
Despacho de abertura de 1-10-2002 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 13-09-2002 da DR de Évora
Proposta de classificação de 14-08-2002 da CM de Montemor-o-Novo
Processo iniciado em 1975 na DGAC

ZEP

Despacho de 2-01-2014 da diretora-geral da DGPC a determinar a reanálise da ZEP
Anúncio n.º 335/2013, DR, 2.ª série, n.º 209, de 29-10-2013 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 13-03-2013 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 14-11-2011 da DRC do Alentejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Segundo Túlio Espanca, "documentos antigos e fidedignos falam de uma ermida de S. Pedro da Ribeira, já existente ao reinado de D. Afonso II, por volta dos anos de 1220" (ESPANCA, 1975). No entanto, esta obra terá sido demolida, uma vez que o templo que subsiste edificado na colina do Paço dos Alcaides é uma obra de raiz do início do século XVI, fundada em 1511 para albergar a irmandade dos Fiéis de Deus, como atesta a lápide comemorativa colocada no interior (Idem, ibidem).
Nos finais do século XVI a Ermida de São Pedro foi remodelada, adoptando um modelo de gosto chão que integra elementos estruturais manuelinos, nomeadamente as coberturas. O templo destaca-se sobretudo pelo rico programa decorativo, que inclui um conjunto de pinturas murais dos séculos XVI e XVII.
A principal composição é o fresco de São Pedro , situado na parede fundeira da capela-mor, em que a figura central, sentada no trono papal, se encontra rodeada de cenas agrícolas dispostas em diferentes planos. Este fresco "apresenta afinidades estilísticas com o mural dos antigos Paços da Audiência de Monsaraz", e embora seja evidente uma "inspiração comum", a pintura de Montemor-o-Novo apresenta uma composição "mais ingénua e populista" (Idem, ibidem).
A abóbada que cobre a nave é decorada, junto ao arco cruzeiro, por três quadros de pinturas murais executadas nos primeiros anos do século XVII, figurando a Transfiguração de Cristo , A Boa Samaritana e a Tentação de Jesus no deserto (Idem, ibidem). O arco da capela-mor é também pintado com um conjunto de motivos de grutesco que integram representações do Padre Eterno e da Anunciação da Virgem . Cenas da vida do padroeiro, executadas possivelmente pela mesma oficina, distribuem-se pela abóbada de ogivas que cobre a capela-mor e pelas paredes laterais. (Idem, ibidem).
Catarina Oliveira
IPPAR/2006

Imagens

Bibliografia

Título

A Arquitectura Portuguesa Chã - Entre as Especiarias e os Diamantes 1521-1706

Local

Lisboa

Data

1988

Autor(es)

KUBLER, George

Título

«Ermida de São Pedro de Montemor-o-novo», A Cidade de Évora, nº 48-50

Local

-

Data

-

Autor(es)

ESPANCA, Túlio

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. VIII (Distrito de Évora, Zona Norte, volume I)

Local

Lisboa

Data

1975

Autor(es)

ESPANCA, Túlio