Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja Paroquial de Santo Aleixo - detalhe

Designação

Designação

Igreja Paroquial de Santo Aleixo

Outras Designações / Pesquisas

Igreja Paroquial de Santo Aleixo(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Évora / Montemor-o-Novo / Nossa Senhora da Vila, Nossa Senhora do Bispo e Silveiras

Endereço / Local

Herdade do Raimundo
Santo Aleixo

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A pequena ermida de Santo Aleixo, implantada dentro dos limites de uma propriedade rural situada nos arredores de Montemor-o-Novo, foi construída nos primeiro quartel do século XVI. De planta em cruz latina, possui um espaço interior unificado.
Embora a sua estrutura se encontre muito arruinada, devido sobretudo aos danos causados pelo terramoto de 1755, este pequeno templo destaca-se pelo conjunto de pinturas murais que decoram o seu interior.
O primeiro grupo de representações foi executado na parede fundeira da capela-mor, com episódios da vida de Santo Aleixo, sendo qualificado como uma obra de grande qualidade pictórica, demonstrando um conhecimento de uma linguagem artística renascentista erudita (ESPANCA, T., 1973).
No espaço da nave, que se encontra coberto por uma abóbada de nervuras, é visível um fragmento de um outro fresco, que poderia representar uma Descida da Cruz (Idem, ibidem).
Catarina Oliveira
IPPAR/2005

Bibliografia

Título

«Achegas Iconográficas para a História da Pintura Mural no Distrito de Évora», Cadernos de História e Arte Eborense, Vol. 28

Local

Évora

Data

1973

Autor(es)

ESPANCA, Túlio

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. IX (Distrito de Évora, Zona Sul, volume I)

Local

Lisboa

Data

1978

Autor(es)

ESPANCA, Túlio