Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja e Convento de São Francisco - detalhe

Designação

Designação

Igreja e Convento de São Francisco

Outras Designações / Pesquisas

Igreja e Convento de São Francisco (Torrão) / Convento de Santo António / Igreja e Convento de São Francisco(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Convento

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Alcácer do Sal / Torrão

Endereço / Local

Largo de São Francisco
Torrão

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 445/2012, DR, 2.ª série, n.º 181, de 18-09-2012 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 5-03-2012 da subdiretora do IGESPAR, I.P.
Anúncio n.º 15401/2011, DR, 2.ª série, n.º 205, de 25-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer de 9-02-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura a propor a classificação como MIP
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Nova proposta de 15-11-2010 da DRC do Alentejo para a classificação como CIP
Proposta de 25-03-2010 da DRC do Alentejo para a classificação como de IP
Edital de 24-09-2009 da CM de Alcácer do Sal
Despacho de abertura de 28-02-1994 do presidente do IPPAR
Proposta de abertura de 25-02-1994 da DR de Évora do IPPAR
Proposta de clasificação de 20-11-1991 da CM de Alcácer do Sal

ZEP

Portaria n.º 445/2012, DR, 2.ª série, n.º 181, de 18-09-2012 (sem restrições) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 5-03-2012 da subdiretora do IGESPAR, I.P.
Anúncio n.º 15401/2011, DR, 2.ª série, n.º 205, de 25-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 9-02-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 15-11-2010 da DRC do Alentejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Convento de São Francisco do Torrão foi edificado na segunda metade do século XVI. Embora seja, de raiz, um edifício de modelo maneirista de grande sobriedade espacial e decorativa, o espaço conventual foi bastante alterado cerca de 1737, numa campanha de obras que lhe conferiu um gosto barroco, nomeadamente a igreka.
A fachada maneirista, com portal de moldura rectangular de gosto clássico, foi tapada por uma estrutura barroca, que avançou o espaço de implantação daquela.
No interior do templo manteve-se a estrutura maneirista, de nave única, com paredes altas e a introdução de elementos toscanos. As paredes da nave foram decoradas com silhares de azulejos neoclássicos.
A capela-mor é revestida com silhar de azulejos de tapete polícromos de manufactura seiscentista, tendo sido colocado ao centro o retábulo, de talha dourada de gosto nacional.
A capela lateral do lado da Epístola é totalmente decorada com elementos barrocos, como o retábulo joanino, e as pinturas do tecto, que prolongam o efeito decorativo dos azulejos.
O espaço conventual desenvolve-se à volta do claustro, de planta quadrangular dividido em dois pisos, aos quais correspondem outras tantas ordens, toscana e dórica.
Catarina Oliveira
IPPAR

Imagens

Bibliografia

Título

Igrejas e Capelas da Costa Azul

Local

Setúbal

Data

1993

Autor(es)

DUARTE, Ana Luisa