Saltar para o conteúdo principal da página

Pelourinho do Louriçal - detalhe

Designação

Designação

Pelourinho do Louriçal

Outras Designações / Pesquisas

Cruzeiro do Louriçal / Pelourinho de Louriçal / Cruzeiro de Louriçal(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Pelourinho

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Pombal / Louriçal

Endereço / Local

Largo do Prior Campos
Louriçal

Largo da Praça
Louriçal

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 23 122, DG, I Série, n.º 231, de 11-10-1933 (ver Decreto) Ver inventário elaborado pela ANBA

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Louriçal é primeiramente referido no foral de Leiria, dado em 1142. Segue-se, cerca de vinte anos mais tarde, uma carta de doação feita por D. Afonso Henriques ao Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra, onde se refere a Villa de Lourizal , que já era paróquia e concelho em 1203. Desconhece-se a data do primeiro foral, mas é sabido que existiram várias cartas, uma delas de 1368, elaborada de acordo com a revindicações dos moradores. Segue-se a atribuição de foral manuelino, em 1514. O concelho foi extinto em 1855, e integrado em Pombal.
No Louriçal conserva-se um monumento que constituiria o antigo pelourinho, e que é presentemente um cruzeiro. Consta de uma plataforma de dois degraus quadrangulares, de aresta, o térreo parcialmente embebido no pavimento, que suporta o conjunto da base, fuste, capitel e remate (em cruz). A base da coluna é um prisma octogonal alteado, com ressalto inferior, assente sobre uma pequena peça quadrangular plana, e rematado por toro e plinto octogonais. A coluna, variação da ordem toscana, irrompe de duas molduras circulares escalonadas, constando de fuste cilíndrico e liso, relativamente curto. O capitel é formado por astrágalo, gola, equino e ábaco circular, encimado por um tabuleiro quadrado saliente, onde assenta a cruz, latina e de braços lisos, tratando-se de um acrescento posterior. O conjunto está enquadrado pelo Convento do Louriçal e pela Igreja Matriz da localidade. SML

Imagens

Bibliografia

Título

Pelourinhos Portugueses, Tentâmen de Inventário Geral

Local

Lisboa

Data

1997

Autor(es)

MALAFAIA, E. B. de Ataíde