Saltar para o conteúdo principal da página

Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres - detalhe

Designação

Designação

Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres

Outras Designações / Pesquisas

Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Ermida

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Portalegre / Nisa / Espírito Santo, Nossa Senhora da Graça e São Simão

Endereço / Local

-- -
Lugar de Nossa Senhora da Graça

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 45 327, DG, I Série, n.º 251, de 25-10-1963 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Localizada no Monte de Nossa Senhora da Graça, a Ermida de Nossa Senhora dos Prazeres foi desde a sua fundação cultuada como local de peregrinação. A data da primitiva edificação do templo continua a ser objecto de controvérsia, embora alguns autores afirmem que esta capela é "o único templo da antiga Niza" (MOURA, J. Motta, 1982), ou seja, da designada Nisa-a-Velha, o núcleo primitivo da vila que supostamente teria sido planificado pelos templários junto ao seu castelo, e posteriormente destruído no século XIV pelas tropas de D. Afonso, irmão de D. Dinis.
Luís Keil (1943) afirma que a actual Ermida da Senhora dos Prazeres foi edificada no início do século XVI reconstruindo, ou ampliando, uma estrutura primitiva possivelmente edificada no século XIV, de que subsiste o portal ogival que permite a entrada no interior do templo.
A capela apresenta um exonártex rectangular, que constituiu o frontispício, coberto por tecto de madeira. Ao centro foi edificado um original pórtico, cuja estrutura se assemelha a uma colunata, uma vez que é composto por dois pilares embebidos lateralmente na parede, e ao centro a arquitrave é suportada por uma coluna.
O interior é composto por um único espaço de dimensões reduzidas, onde se destaca o altar de talha policromada, e a abóbada de arestas que cobre o espaço, decorada com um rico conjunto de pinturas de brutesco executado no século XVII. Estas pinturas apresentam muitas semelhanças com o programa pictórico da Capela de Santo António de Nisa, sendo atribuídas ao mesmo autor (KEIL, Luís, 1943).
Catarina Oliveira
IPPAR/2005

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. I (Distrito de Portalegre)

Local

Lisboa

Data

1943

Autor(es)

KEIL, Luís

Título

Memória Histórica da Notável Vila de Nisa

Local

Lisboa

Data

1982

Autor(es)

MOURA, José Dinis da Graça Mota

Título

Monografia da notável vila de Nisa (edição fac-similada de 1956)

Local

Nisa

Data

1989

Autor(es)

FIGUEIREDO, José Francisco