Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de Nossa Senhora dos Reis, matriz de Lamalonga, incluindo o adro - detalhe

Designação

Designação

Igreja de Nossa Senhora dos Reis, matriz de Lamalonga, incluindo o adro

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de Nossa Senhora dos Reis de Lamalonga (Arciprestado de Ledra - Torre D. Chama) / Igreja da Santa Epifania de Lamalonga / Igreja Paroquial de Lamalonga / Igreja de Nossa Senhora dos Reis (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Bragança / Macedo de Cavaleiros / Lamalonga

Endereço / Local

- -
Lamalonga

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 405/2013, DR, 2.ª série, n.º 117, de 20-06-2013 (ver Portaria)
Procedimento prorrogado até 30-06-2013 pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Anúncio n.º 15650/2011, DR, 2.ª série, n.º 208, de 28-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 23-02-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Declaração de rectificação n.º 467/2011, DR, 2.ª série, n.º 39, de 24-02-2011 (ver Declaração)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Proposta de 23-12-2010 da DRC do Norte para a classificação como MIP
Processo devolvido em 30-03-2006 à DR do Porto para juntar proposta de ZEP
Proposta de 21-12-2001 da DR do Porto para a classificação como IIP
Despacho de abertura de 4-06-1999 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 1-06-1999 da DR do Porto
Proposta de 4-08-1986 do IPPC

ZEP

Portaria n.º 405/2013, DR, 2.ª série, n.º 117, de 20-06-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Anúncio n.º 15650/2011, DR, 2.ª série, n.º 208, de 28-10-2011 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 23-02-2011 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura
Proposta de 23-12-2010 da DRC do Norte

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Lamalonga é uma igreja barroca concluída por 1767, ano inscrito numa epígrafe da fachada principal, que presumivelmente indica a conclusão dos trabalhos de arquitectura. Imediatamente após essa data ter-se-ão iniciado os de enriquecimento do interior, conforme sugere a inscrição com a data de 1768, associada ao coro-alto e a uma pintura da nave. Estar-se-á, por isso, perante um projecto muito homogéneo e relativamente rápido, de que, infelizmente, pouco mais se conhece que o registo material conservado.
O templo é de planta longitudinal, composto por nave e capela-mor rectangular, mais estreita e alta que o corpo. A fachada principal é de pano único, integrando portal de lintel recto sobrepujado por frontão triangular com nicho no tímpano, onde se exibe a imagem de Santo António, e a que se associa a legenda: "esta obra a fes sebastian cava(...) ano de 1767". A empena é truncada a eixo por campanário de dupla sineira, com plataforma traseira.
O interior revela um dos mais bem conseguidos espaços transmontanos de "obra de arte total barroca", quase integralmente efectuada ao longo da segunda metade do século XVIII. Para além do coro-alto, a talha é o elemento artístico estruturante, estando presente nas janelas, portas e arco triunfal. A nave é coberta por tecto de 55 caixotões de talha, preenchidos com composições pictóricas e a capela-mor, antecedida por arco triunfal integralmente revestido a talha, é rematada pelo retábulo-mor, igualmente de talha dourada setecentista.
PAF

Imagens