Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de São Mateus - detalhe

Designação

Designação

Capela de São Mateus

Outras Designações / Pesquisas

Capela de São Mateus(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Batalha / Reguengo do Fetal

Endereço / Local

-- -
Lugar de Alcanadas

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Despacho de encerramento camarário de 1-09-2011
Despacho de encerramento de 18-02-2008 da subdirectora do IGESPAR, I.P., por não ter valor nacional
Parecer do Conselho Consultivo do IPPAR de 7-05-2003 a propor a classificação como IIM
Despacho de 5-12-19991 do presidente do IPPC a determinar a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de classificação 25-10-1995 da CM da Batalha

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A Capela de São Mateus foi edificada no ano de 1567, no local onde existia desde 1225 uma ermida com invocação de Santo Hilário. O orago do templo está associado ao tempo final das colheitas. Nos finais do século XIX, em 1887, a capela sofreu obras de ampliação, vindo a suceder o mesmo no ano de 1948. Depois de diversas obras de restauro a capela seria fechada ao culto em 1975. Deixada ao abandono, foi recuperada entre 1997 e 2000 para ser de novo utilizada, tanto para culto religioso como para eventos culturais, estando actualmente a sua manutenção a cargo da confraria de São Mateus, fundada quando da edificação do templo no século XVI.
De planta longitudinal composta por nave, capela-mor e sacristia, apresenta fachada principal dividida em dois registos. No primeiro foi aberto portal principal de moldura rectangular simples ladeado por duas janelas gradeadas de moldura quadrangular. O segundo possui janelão rectangular de moldura simples. A fachada é rematada em empena encimada por cruz latina, possuindo à direita sineira em arco alteado rematado por cruz. A fachada lateral direita possui janela no eixo da capela-mor, enquanto que na fachada lateral esquerda foi aberta porta de comunicação para sacristia, ladeada por janela e fresta.
O interior do templo é de nave única, possuindo púlpito de pedra de base quadrangular do lado do Evangelho. O arco triunfal pleno, sem decoração, abre para a capela-mor, que possui altar em pedra com nicho ao centro ladeado por duas peanhas. O coro-alto foi reconstruído no ano 2000, aproveitando a estrutura já existente de escadas de acesso junto ao portal principal.
Em 1990 a capela de São Mateus seria integrada no espaço do adro da matriz de Alcanadas, dedicada a Nossa Senhora do Ó, passando o espólio decorativo do pequeno templo, então abandonado e em ruínas, para a Matriz. Depois das obras de restauro da capela no final dos anos 90, este espólio voltaria ao seu espaço original.
Catarina Oliveira
GIF/IPPAR/ 21 de Janeiro de 2004

Imagens

Bibliografia

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

O concelho da Batalha

Local

Batalha

Data

1987

Autor(es)

ESPÍRITO SANTO, Moisés