Saltar para o conteúdo principal da página

Igreja de Santiago Maior, paroquial de Santiago Maior - detalhe

Designação

Designação

Igreja de Santiago Maior, paroquial de Santiago Maior

Outras Designações / Pesquisas

Igreja de São Tiago / Igreja Paroquial de Santiago Maior / Igreja de Santiago Maior(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Igreja

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Portalegre / Castelo de Vide / Santiago Maior

Endereço / Local

Estrada da Circunvalação
Castelo de Vide

Carreira de São Tiago
Castelo de Vide

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MIP - Monumento de Interesse Público

Cronologia

Portaria n.º 404/2014, DR, 2.ª série, n.º 106, de 3-06-2014 (ver Portaria)
Procedimento (indevidamente) prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Despacho de homologação de 23-12-1996 do Ministro da Cultura
Parecer de 8-10-1996 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como IIP
Proposta de classificação de 12-07-1996 da DR de Évora
Despacho de abertura de 7-01-1992 do presidente do IPPC
Proposta de abertura de 3-01-1992 do IPPC
Proposta de 29-05-1978 da CM de Castelo de Vide

ZEP

Enviado em 8-09-2014 à DRC do Alentejo para reanalisar a proposta de ZEP, de acordo com o art.º 43.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma)
Despacho de homologação de 15-07-2010 do Secretário de Estado da Cultura
Parecer de 3-03-2009 do Conselho Consultivo do IGESPAR, I.P.
Proposta de 30-01-2009 da DRC do Alentejo

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Muito embora não se conheça a data da primitiva edificação da igreja de São Tiago, esta já era mencionada no "Catálogo de todas as igrejas, comendas e mosteiros que havia nos reinos de Portugal e Algarves, pelos anos de 1320 e 1321, com a lotação de cada uma delas" (ALMEIDA, 1972, vol. IV, apêndice XVII). Mais tarde, surge também representada no Livro de Duarte de Armas, que terá chegado a Castelo de Vide a meio do ano de 1509 (CID, 2005). A perspectiva de ambos os desenhos apenas permite identificar a torre da igreja, de recorte idêntico às restantes (igreja de Santa Maria e São João), erguidas durante o reinado de D. Manuel.
O edifício actual de estilo chão, resulta da campanha arquitectónica e decorativa levada a cabo no século XVII, que integrou elementos estruturais anteriores, nomeadamente a capela-mor, o arco triunfal e algumas capelas laterais. Ainda que não subsistam informações sobre a organização da primitiva igreja, cremos que não se deverá afastar muito da que hoje conhecemos.
Remontam a esta campanha seiscentista os azulejos de tipo "tapete" que revestem a única nave da igreja, a capela-mor e a capela de Santo António. Um dos padrões, identificado por Santos Simões no seu Corpus de Azulejaria do século XVII, o P-431, é idêntico ao que reveste a igreja de Nossa Senhora da Alegria, no Castelo. A colocação destes azulejos, cuja datação não se deverá afastar muito do segundo quartel do século XVII, deixa antever a integração posterior dos altares colaterais e do altar dedicado à Senhora da Encarnação, em granito de grão fino e com altar em talha pintada, igualmente barroco. De facto, todos os elementos arquitectónicos são integrados no padrão azulejar através de cercaduras que os contornam, o que não acontece com os altares referidos.
A fachada, voltada a sul e com uma excelente vista para a Serra de São Paulo, apresenta um portal rectilíneo, encimado por uma concha com cruz e dois fogaréus laterais. Por cima, e ao nível do coro, rasga-se uma janela quadrada. A fresta do lado esquerdo ilumina o baptistério, e à direita ergue-se a torre sineira, com sinos de fábrica lisboeta do século XIX (TRINDADE, 1981, p. 77).
(Rosário Carvalho)

Imagens

Bibliografia

Título

História da Igreja em Portugal

Local

Porto

Data

1967

Autor(es)

ALMEIDA, Fortunato de

Título

Relação de Sucessos Históricos, Notícias e Acontecimentos Políticos, Administrativos, Sociais e Outros da Notável Vila de Castelo de Vide, separata do jornal O Castelovidense, n.º 281 - 397.

Local

-

Data

1965

Autor(es)

REPENICADO, António Vicente Raposo

Título

Inventário Artístico de Portugal - vol. I (Distrito de Portalegre)

Local

Lisboa

Data

1943

Autor(es)

KEIL, Luís

Título

Castelo de Vide - Arquitectura Religiosa, vol I

Local

-

Data

1981

Autor(es)

TRINDADE, Diamantino Sanches

Título

Memoria historica da muito notavel villa de Castello de Vide

Local

Lisboa

Data

1908

Autor(es)

VIDEIRA, César Augusto de Faria,

Título

Breve roteiro da notável vila de Castelo de Vide

Local

Castelo de Vide

Data

1966

Autor(es)

REPENICADO, António Vicente Raposo

Título

Azulejaria em Portugal no século XVII

Local

Lisboa

Data

1971

Autor(es)

SIMÕES, J. M. dos Santos

Título

As Fortificações Medievais de Castelo de Vide

Local

Lisboa

Data

2005

Autor(es)

CID, Pedro