Saltar para o conteúdo principal da página

Quinta de São Miguel, incluindo as suas habitações, os edifícios anexos de apoio à actividade agrícola, os terrenos que a delimitam e o conjunto de azulejos que a decoram - detalhe

Designação

Designação

Quinta de São Miguel, incluindo as suas habitações, os edifícios anexos de apoio à actividade agrícola, os terrenos que a delimitam e o conjunto de azulejos que a decoram

Outras Designações / Pesquisas

Quinta de São Miguel(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Quinta

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Setúbal / Almada / Almada, Cova da Piedade, Pragal e Cacilhas

Endereço / Local

EN 377
Pragal

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)
Edital N.º 8 de 28-01-1981 da CM de Almada
Despacho de homologação de 2-09-1980
Parecer de 29-08-1980 da COISPCN a propor a classificação como VC
Proposta de classificação de 8-03-1978 do FFH

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Fronteira à Quinta de Santa Rita, esta propriedade agrícola hoje reconvertida no segundo pólo da escola de artes AR.CO, testemunha a vivência rural que durante séculos marcou toda esta região e que se encontra patente no número de quintas e casas de apoio aqui existentes.
A casa da quinta de São Miguel dispunha de capela privativa, e de todo um conjunto de edificações de apoio às actividades, entre os quais se destaca a adega, o poço ou o tanque. O edifício principal, do século XVIII, denota uma enorme depuração arquitectónica, desenvolvendo-se em dois pisos, que seguem a divisão habitual: o térreo para apoio e o superior para habitação. Nesta segunda área merecem especial referência alguns tectos de masseira, bem como o vestíbulo com azulejos de motivos florais e uma outra sala, cujo revestimento cerâmico exibe azulejos com representações de estrelas.
No exterior, o pátio de entrada é delimitado por um portal rematado por volutas, onde se exibe um registo de azulejos com a representação de São Miguel, o patrono da quinta, e os bancos que aqui se encontram são também revestidos do mesmo material.
(Rosário Carvalho)

Imagens