Saltar para o conteúdo principal da página

Casa dos Rosados - detalhe

Designação

Designação

Casa dos Rosados

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Nelas / Nelas

Endereço / Local

Rua do Dr. Abel Pais Cabral
Nelas

Número de Polícia: 26

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Há notícias da existência de uma casa neste local, pelo menos, desde o século XVIII. A actual edificação resulta da reconstrução deste imóvel primitivo, entre 1840 e 1850, e deve-se ao médico de Viseu, Joaquim Homem de Morais Rosado. Casa de veraneio, depois transformada em habitação permanente, este imponente imóvel caracteriza-se por uma enorme depuração, apenas contestada pela escadaria de acesso ao andar nobre, na fachada principal que lhe confere um maior dinamismo e profundidade. Entre 1863 parte da casa foi alugada à Câmara Municipal que aqui se manteve até à conclusão das obras do seu próprio edifício, ou seja, até cerca de 1880.
De planta rectangular, a Casa dos Rosados corresponde, na actualidade, a duas habitações. A fachada é marcada pela abertura simétrica de duas janelas em cada um dos pisos, que enquadram o portal e a janela de sacada, ao centro. A escadaria de pedra, com grandes pilares a marcar os patamares, apresenta dois lanços paralelos à casa, que convergem no patamar superior a partir do qual se desenvolve o último, perpendicular à porta e entrada. Esta, permite o acesso ao hall comum às duas habitações.
Os restantes alçados são rasgados por vãos de verga recta, abrindo-se pontualmente janelas de sacada. Na fachada posterior, sobre as janelas do terceiro piso, observam-se três óculos e nos alçados laterais são ainda visíveis as mansardas.
No interior, o piso térreo é reservado à adega, ao lagar e às lojas ou arrecadações, distribuindo-se as salas e quartos pelos restantes andares. A antiga cozinha merece especial destaque pelos elementos graníticos que conserva, como a chaminé, a pia e o depósito de água.
(Rosário Carvalho)