Saltar para o conteúdo principal da página

Casa na Rua dos Clérigos, 7 - detalhe

Designação

Designação

Casa na Rua dos Clérigos, 7

Outras Designações / Pesquisas

Casa na Rua dos Clérigos, n.º 7(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Guarda / Guarda / Guarda

Endereço / Local

Rua dos Clérigos
Guarda

Número de Polícia: 7

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Localizada numa das artérias centrais do centro histórico da Guarda, a casa com o número 7 da Rua dos Clérigos terá sido erigida nos últimos anos do século XIV.
O edifício habitacional desenvolve-se numa planta retangular, disposta ao longo da artéria, dividindo-se em dois pisos, a "loja", no piso térreo (destinado principalmente a armazém ou recolha de gado), e habitação no piso superior, ou nobre.
A fachada é composta por blocos de aparelho rústico de contornos irregulares, distribuindo-se os vãos de forma assimétrica. Estes constam, no piso inferior, de um rasgamento quadrado sem moldura, e de duas portas geminadas, uma mais larga rematada em arco hexagonal, e a outra mais estreita, em arco quebrado. No primeiro andar destaca-se a janela que encima a primeira porta, também de maiores dimensões, com lintel dentado e flanqueada por duas mísulas bastante salientes. À direita abre-se outro vão sem moldura.
No interior, ambos os andares são compostos por compartimentos únicos, com soalho, escada principal e vigamentos do telhado em madeira. Uma porta interior, que permitia a comunicação com com o edifício contíguo, foi entaipada nos anos 80 do século XX, quando se realizaram algumas pequenas obras na casa.
História
A Rua dos Clérigos foi uma das artérias medievais rasgadas depois da reconstrução das muralhas da Guarda, no reinado de D. Fernando I, que ampliou o perímetro defensivo da cidade. A artéria integra uma grelha irregular de vias que se dispõe à volta da Torre dos Ferreiros, um espaço que até à época se situava nos arrabaldes. A rua acabaria por ficar localizada nos terrenos traseiros à cabeceira da atual Sé da Guarda, erigida já no século XV em substituição da catedral mandada construir na centúria anterior por D. Sancho II. A Rua dos Clérigos tornava-se, assim, num eixo nobre, adequado à habitação do clero local, conforme atesta o seu nome.
A casa do número 7 terá sido erigida depois da obra da muralha fernandina, nas décadas finais de Trezentos, localizando-se então nos limites do estaleiro da catedral, durante o século e meio que demorou a conclusão desta. Esta casa nasce, portanto, "à sombra da Sé", partilhando não apenas o granito escuro que predomina na região, mas igualmente o carácter robusto, austero e compacto da generalidade das edificações da cidade, com especial destaque para o predomínio da parede sobre os vãos, de recorte muito simples (Pereira: 1995, p. 35).
Catarina Oliveira
DGPC, 2018

Imagens

Bibliografia

Título

Guarda

Local

Lisboa

Data

1995

Autor(es)

PEREIRA, José Fernandes

Título

Monografia artística da Guarda

Local

Guarda

Data

1984

Autor(es)

RODRIGUES, Adriano Vasco

Título

Tesouros Artísticos de Portugal

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

ALMEIDA, José António Ferreira de