Saltar para o conteúdo principal da página

Casa da Quinta da Cerca - detalhe

Designação

Designação

Casa da Quinta da Cerca

Outras Designações / Pesquisas

Casa da Quinta do Bem Viver / Quinta do Bem-Viver / Solar da Quinta da Cerca (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Mangualde / Tavares (Chãs, Várzea e Travanca)

Endereço / Local

E.M. 1 443 ao Km 0,850
Guimarães de Tavares

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

ImóvelSituada na aldeia de Guimarães de Tavares, no concelho de Mangualde, a Casa da Quinta da Cerca é um solar rústico, numa tipologia comum na região das Beiras. O edifício desenvolve-se numa planta irregular, que forma um T oblíquo, sendo composta por dois corpos justapostos. A casa apresenta uma estrutura muito simples, de acordo com os modelos maneiristas da época, estando desprovida de elementos decorativos. De dois pisos, alberga as dependências de serviço no primeiro, e os salões nobres e áreas de habitação no superior. O espaço exterior é marcado pela disposição das janelas e portas a espaços regulares.
No interior da casa destaca-se o vestíbulo, com teto de masseira, onde foi pintado ao centro um brasão de armas. Os restantes cómodos foram recentemente adaptados a turismo rural.
A casa integra a quinta, que além do espaço da habitação, engloba ainda a capela, o jardim, com buxos e cameleiras, uma extensa vinha, armazéns e várias dependências de função agrícola. A capela, dedicada a São Bernardo, apresenta planta retangular de nave única, precedida por alpendre, integrando no interior um retábulo de talha dourada, com oito tábuas e a imagem de vulto do padroeiro, e uma arca tumular seiscentista, com arcossólio.
História
A Quinta do Bem Viver, atualmente designada Quinta da Cerca, foi construída na segunda metade do século XVI. Os primeiros proprietários documentados foram Afonso Martins, o Sardo e sua mulher Joana Henriques, passando aos seus descendentes, a família Soares de Albergaria, que se mantém ainda proprietária da propriedade.
Em 1662 foi instituída a Capela de São Bernardo, juntamente com o vínculo de Guimarães, por Francisco João Henriques Martins, Fidalgo da Casa Real, e D. Catarina do Amaral Cabral. Terá sido este fidalgo, neto do edificador da casa, quem mandou fazer a arca tumular que está no interior da capela.
Classificada como de interesse municipal em 1990, a Casa da Quinta da Cerca alberga uma unidade de turismo rural.
Catarina Oliveira
DGPC, 2018

Bibliografia

Título

Beira Histórica Arqueológica e Artística: Memórias de Viseu (Arredores)

Local

Viseu

Data

1941

Autor(es)

COELHO, José M. A.

Título

Quinta do Bem Viver, hoje Quinta da Cerca, in Beira Alta, vol. XX

Local

Viseu

Data

1961

Autor(es)

ABRANCHES, Silvério