Saltar para o conteúdo principal da página

Abrigo com gravuras rupestres no Vale do Poio Novo - detalhe

Designação

Designação

Abrigo com gravuras rupestres no Vale do Poio Novo

Outras Designações / Pesquisas

Abrigo com gravuras rupestres no Vale do Poio Novo(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Arte Rupestre

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Pombal / Redinha

Endereço / Local

Vale do Poio Novo
Redinha

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Classificado desde 1997, o "Abrigo com gravuras rupestres no Vale do Poio Novo" corresponde a um arqueossítio formado por um abrigo localizado no fundo do Vale do Poio Novo, nas proximidades da localidade de Redinha, no interior do qual foram identificadas gravuras abertas na sua superfície calcária, e cuja análise preliminar permitirá situá-las cronologicamente no longo período da denominada "Proto-História" definida para esta região do actual território português.
Esta pressuposição baseia-se, essencialmente, no predomínio da figuração antropomórfica, embora envolta num evidente eclectismo de ordem estilística e dimensional.
Na verdade, é possível que este motivos se insiram numa gramática decorativa mais abrangente do universo cronológico que lhes é proposto (vide supra), numa altura em que, a par do surgimento e propagação expansão da siderurgia, de uma arte decorativa fundamentalmente geométrica e da ampliação do rito funerário de incineração, o actual território português assistia, de um modo geral, à "[...] construção e progressiva consolidação de uma estrutura social hierárquica dominada pelos chefes da classe militar predominantemente estabelecidos em povoados de carácter defensivo." (SILVA, A. C. F. da, 1990, p. 259).
[AMartins]

Bibliografia

Título

A Idade do Ferro em Portugal, Nova História de Portugal

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

SILVA, Armando Coelho Ferreira da

Título

Arte rupestre pós glaciária. Esquematismo e abstracção, História de Arte em Portugal, 1. Do Paleolítico à Arte Visigótica

Local

Lisboa

Data

1986

Autor(es)

BAPTISTA, António Martinho