Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Nossa Senhora de Aracelis - detalhe

Designação

Designação

Capela de Nossa Senhora de Aracelis

Outras Designações / Pesquisas

Capela de Nossa Senhora de Aracelis (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Beja / Castro Verde / Castro Verde e Casével

Endereço / Local

Monte do Salto (a c. 3 kms)
Castro Verde

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma) , alterado pelo Decreto-Lei n.º 265/2012, DR, 1.ª série, n.º 251, de 28-12-2012 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado até 31-12-2012 pelo Decreto-Lei n.º 115/2011, DR, 1.ª série, n.º 232, de 5-12-2011 (ver Diploma)
Procedimento prorrogado pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Proposta de 15-03-2010 da DRC do Alentejo para a classificação como de IP
Despacho de abertura de 5-08-2009 do director do IGESPAR, I.P.
Proposta de 2-07-2009 da DRC do Alentejo
Proposta de 24-04-1985 da CM de Castro Verde

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

A designação da Capela de Nossa Senhora de Aracelis provém da frase latina Ara Coelis, ou Altar dos Céus, o que permite imaginar uma ocupação muito antiga do local da sua implantação, possivelmente com continuidade de cultos ao longo dos séculos. A ermida faz parte de um conjunto arquitectónico constituído por este edifício, delimitado por adro murado, e ainda por instalações para romeiros, incluindo um albergue. Erguida no alto de uma colina visível a boa distância, no meio da planície, terá sido o centro de um importante percurso de devoção Mariana na região, em conjunto com as seis capelas vizinhas conhecidas como as suas "seis irmãs", e que se poderão avistar desta: a de Nossa Senhora dos Remédios de Alcaria, a da Cola em Ourique, a de Nossa Senhora do Castelo em Aljustrel, a de Nossa Senhora de Guadalupe em Serpa, a de Nossa Senhora da Saúde de Castro Marim, e a de Nossa Senhora da Piedade de Loulé (conforme placa no local). Ainda hoje se realiza aí uma grande peregrinação, no fim de Agosto, na qual uma imagem da Virgem é levada em redor do monte para garantir um bom ano agrícola.
O recinto murado destinado aos romeiros é delimitado por um murete baixo, fazendo-se o acesso através de dois portais em arco redondo, integrados em troços de muro rematados por frontão triangular e encimados por grilhagens de tijolo e urnas de inspiração barroca. A capela é um edifício singelo, caiado de branco, ao qual se acede por uma sucessão de escadas e patamares, prolongando a elevação da colina onde se implanta. Possui planta rectangular, com um corpo adossado à direita da fachada, e sineira à esquerda. O portal, em arco redondo, dá acesso a uma nave única, com abóbada de canhão caiada. No interior destacam-se as pinturas murais do arco fundeiro, parcialmente ocultadas pelo altar, com retábulo de volutas de inspiração popular. Regista-se ainda a presença de alguns ex-votos.
Sílvia Leite / DIDA - IGESPAR, I.P. /2009