Saltar para o conteúdo principal da página

Cine-Teatro Politeama - detalhe

Designação

Designação

Cine-Teatro Politeama

Outras Designações / Pesquisas

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Cinema

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Santa Maria Maior

Endereço / Local

Rua das Portas de Santo Antão
Lisboa

Número de Polícia: 109-115

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IIP - Imóvel de Interesse Público

Cronologia

Decreto n.º 5/2002, DR, I Série-B. n.º 42, de 19-02-2002 (ver Decreto)

ZEP

Despacho de 18-10-2011 do diretor do IGESPAR, I.P. a concordar com o parecer e a devolver o processo à DRC de Lisboa e Vale do Tejo para apresentar propostas de ZEP individuais, ou conjuntas nos casos em que tal se justifique
Parecer de 10-10-2011 da SPA do Conselho Nacional de Cultura a propor o arquivamento
Proposta de 22-08-2006 da DR de Lisboa para a ZEP conjunta do Castelo de São Jorge e restos das cercas de Lisboa, Baixa Pombalina e imóveis classificados na sua área envolvente

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Após obter a necessária autorização, Luís António Pereira iniciou a edificação de um teatro na, então, denominada Rua Eugénio dos Santos, durante o ano de 1912, baseado no projecto concebido pelo arquitecto Miguel Ventura Terra (1866 - 1919).
Na decoração dos seus interiores participaram, entre outros, os pintores José Veloso Salgado (1864-1945), Benvindo de Seia (1870-1941), assim como o escultor Jorge Augusto Pereira, tendo a sua inauguração sido pautada pela apresentação da opereta "Valsa de Amor".
Foi somente com o dealbar do ano de 1914 que se deu início às temporadas cinematográficas no seu espaço, que passaria a funcionar exclusivamente como cinema a partir de 1928.
Após a intervenção remodeladora do seu interior, da autoria do arquitecto Raul Tojal, o edifício sofreu um incêndio, que suscitou o surgimento de um novo projecto de alterações, em 1968, dessa feita, a cargo do arquitecto Frederico George, que ficaria completo cinco anos mais tarde.
Desde 1995 que o antigo Cine-Teatro funciona unicamente como espaço teatral.
O edifício apresenta planta rectangular, com cobertura de duas águas sobre mansarda, tendo o seu alçado principal três andares, com galilé servida por um degrau e ritmada, no plano da sua fachada principal, por quatro estreitas colunas. Um janelão de consideráveis dimensões, servido por uma varanda com guarda em ferro forjado, sobrepuja esta mesma galilé. O vão do janelão é em arco em asa de cesto, e inclui três arcos plenos rematados superiormente por uma cartela, compartimentados em arcos duplos de volta perfeita, afastados por colunas metálicas com capitéis compósitos.
Todo este conjunto é encimado por uma tabela "Teatro Politeama", ornada por grinaldas naturalistas realizadas em baixos-relevos.
[AMartins]

Imagens

Bibliografia

Título

A Arquitectura do Princípio do Século em Lisboa (1900-1925).

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FERNANDES, José Manuel

Título

Do Romantismo ao Fim do Século, História da Arte em Portugal

Local

-

Data

1986

Autor(es)

RIO-CARVALHO, Manuel

Título

Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa

Local

-

Data

1987

Autor(es)

AA VV

Título

Os mais antigos cinemas de Lisboa 1896-1939

Local

Lisboa

Data

1978

Autor(es)

RIBEIRO, M. Félix