Saltar para o conteúdo principal da página

Cruzeiro de Valongo - detalhe

Designação

Designação

Cruzeiro de Valongo

Outras Designações / Pesquisas

Cruzeiro do Senhor do Padrão (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Cruzeiro

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Valongo / Valongo

Endereço / Local

Rua do Padrão
Valongo

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto de 16-06-1910, DG, n.º 136, de 23-06-1910 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Cruzeiro de Valongo é mais um exemplar dos muitos cruzeiros de caminho que abundam no Norte do país. Em todo o Porto, eram tantos os cruzeiros a pontuar encruzilhadas, marcando o início das ruas, que chegou a haver uma remoção em massa dos mesmos, no ano de 1869, sob a alegação de que estes monumentos impediam a circulação e travavam o desenvolvimento viário das localidades. Em Valongo foram retirados outros exemplares, tendo-se conservado porém este cruzeiro já oitocentista, cuja imagem é também conhecida como Senhor do Padrão. Esta mesma designação clarifica bem a função topográfica dos cruzeiros, sendo que a rua onde este se levanta é justamente apelidada de Rua do Padrão, artéria que na época ligava o Porto a Penafiel, alargando os subúrbios da cidade; assim, as casas erguidas em torno do cruzeiro, ou padrão, são construções oitocentistas ou mais tardias.
O cruzeiro é constituído por um embasamento recente, em tronco piramidal, sobre o qual assenta o estrado original, rectangular e em granito. Ergue-se então o fuste, uma coluna clássica lisa, com ligeira entasis, sobrepujada por capitel de tipo coríntio. Sobre o ábaco, uma esfera lisa, assente num pedestal envolto em volutas, serve de gólgota a uma cruz latina com braços de secção quadrada, rematados em trevo. A figura de Cristo, elegante e de bom talhe, está rodeada por um resplendor de efeito tipicamente barroco. A base do monumento integra uma imagem de Santo António e uma referência ao sacramento da Eucaristia, certamente relacionada com o milagre antonino da adoração da Hóstia por um jumento. SML

Imagens