Saltar para o conteúdo principal da página

Padrão do Bom Jesus de Matosinhos - detalhe

Designação

Designação

Padrão do Bom Jesus de Matosinhos

Outras Designações / Pesquisas

Padrão do Senhor da Areia / Nosso Senhor do Padrão (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Padrão

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Matosinhos / Matosinhos e Leça da Palmeira

Endereço / Local

Avenida Norton de Matos
Matosinhos

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 129/77, DR, I Série, n.º 226, de 29-09-1977 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Edificado no século XVIII, este imponente monumento assinala o local onde, segundo a lenda do Senhor de Matosinhos, terá aparecido no século I uma imagem de Cristo modelada por José de Aritmeia à qual faltava um braço e que ali, no lugar do Espinheiro, terá dado à costa. A partir de então, a imagem desmembrada, à qual a lenda conferiu atribuladas peripécias até que o braço que lhe faltava fosse encontrado e justamente retribuído, tornou-se objecto de grande devoção e piedade, dando origem a um culto popular que perdura até aos dias de hoje. Para o seu crescimento e desenvolvimento contribuíram, sem qualquer dúvida, a "(...) importância das actividades ligadas ao mar no quotidiano de Matosinhos e o incremento das viagens de longo curso (...)" que desde a Idade Média se tornaram "(...) um elemento difusor do culto à imagem, a quem todos pediam socorro para os risco que corria." (BARBOSA, 1999, p. 10).
De monumentais dimensões, o Padrão do Bom Jesus de Matosinhos é constituído por um grande alpendre que alberga ao centro o cruzeiro. O alpendre, que recria o gosto das entradas régias seiscentistas, é composto por quatro arcos de volta perfeita colossais, emoldurados por pilares e rematados no fecho por cartela com coroa. Um frontão semi-circular com fogaréu coroa cada uma destas faces. A estrutura é fechada por zimbório com lanternim, coberto internamente por reboco pintado, e cujas faces exteriores são revestidas por azulejos.
Ao centro, sobre um soco de três degraus, assenta o cruzeiro de braços quadrados, revestido a azulejos policromos numa das faces, em que se representa a imagem de Cristo. Defronte foi edificada uma mesa de altar, também forrada com painéis de azulejo, simulando tecido. Junto à estrutura do alpendre, num nível mais baixo do terreno, foi erigido um fontanário de espaldar em granito, protegido por guarda de ferro, que recria o modelo estrutural e decorativo do padrão, decorado com azulejos.
Embora o crescimento urbanístico de Matosinhos tenha desvirtuado a área que envolve o padrão, este memorial estava originalmente isolado no meio do areal da Praia do Espinheiro, sendo visível num perímetro de vários quilómetros, tanto da terra como do mar. Mantém-se, ainda hoje, como um dos mais emblemáticos monumentos da cidade.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR, I. P./ Março de 2011

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico Ilustrado de Portugal

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

AZEVEDO, José Correia de

Título

Guia de Portugal, v.4, t. I : Entre Douro e Minho, Douro Litoral

Local

Lisboa

Data

1983

Autor(es)

PROENÇA, Raul

Título

O culto e o Santuário do Bom Jesus de Matosinhos, Matesinus - Revista de Arqueologia, História e Património de Matosinhos, n.º 3, pp. 8-15

Local

Matosinhos

Data

1999

Autor(es)

BARBOSA, Isabel Lago