Saltar para o conteúdo principal da página

Casa do São Cosmado - detalhe

Designação

Designação

Casa do São Cosmado

Outras Designações / Pesquisas

Casa de Pedro Álvares Cabral (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Casa

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Viseu / Mangualde / Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta

Endereço / Local

-- -
Próxima da Quinta de São Cosmado

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 1/86, DR, I Série, n.º 2, de 3-01-1986 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Localizada entre o Largo do Forno e a Rua Pedro Álvares Cabral, em Mangualde, a Casa de São Cosmado é um imóvel de planta retangular, precedida por pátio delimitado por muro de pedra. De fundação quinhentista, a casa foi objeto de obras de renovação, mantendo-se a divisão original em dois pisos.
A entrada para o pátio, na fachada oeste do muro, é feita por portal retangular, aberto à esquerda, delimitado por pilares de fuste liso, em moldura recortada, e rematado por arquitrave. À direita rasga-se uma janela de arco rebaixado.
A fachada principal exibe ao centro uma escada, que permite o acesso ao alpendre do piso superior, apoiado em colunas toscanas e delimitada por dois grandes pilares. Ao centro encontra-se a porta principal da casa.
A fachada lateral, que abre diretamente para a rua, exibe no piso térreo uma porta de entrada, rasgada ao centro, de moldura retangular, e no piso superior rasgam-se duas janelas de peito.
História
Segundo a tradição, a Casa de São Cosmado terá pertencido à família de Pedro Álvares Cabral, que foi alcaide-mor de Mangualde, antiga Azurara da Beira, embora não existam provas documentais que o confirmem. O edifício foi construído possivelmente no início do século XVI, tendo sofrido significativas alterações na centúria de Seiscentos.
Nos finais do século XX a casa apresentava sinais de evidente ruína, pelo que em 2000 foi iniciado o processo de reforma da habitação, concluído alguns anos depois.
O imóvel está classificado como de interesse municipal desde 1986.
Catarina Oliveira
DGPC, 2018

Bibliografia

Título

Artistas e Artífices nas Dioceses de Viseu e Lamego

Local

Viseu

Data

2001

Autor(es)

ALVES, Alexandre

Título

Concelho de Mangualde. Antigo concelho de Azurara da Beira

Local

Porto

Data

1978

Autor(es)

SILVA, Valentim da