Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício na Rua da Senhora do Monte, incluindo o jardim - detalhe

Designação

Designação

Edifício na Rua da Senhora do Monte, incluindo o jardim

Outras Designações / Pesquisas

Edifício na Rua da Senhora do Monte, 46, incluindo o jardim / Casa na Rua da Senhora do Monte, n.º 46(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / São Vicente

Endereço / Local

Rua da Senhora do Monte
Lisboa

Número de Polícia: 46

Travessa das Terras do Monte
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)
Edital N.º 29/93 de 2-03-1993 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 11-11-1974 do Secretário de Estado dos Assuntos Culturais e Investigação Científica
Parecer de 8-11-1974 da 4.ª Subsecção da 2.ª Secção da JNE a propor a classificação como VC do imóvel, incluindo os jardins
Proposta de classificação de 28-06-1973 da DGAC

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
Situado no bairro da Graça, perto do miradouro e capela de Nossa Senhora do Monte, o imóvel apresenta uma tipologia apalaçada tendo sido construído em 1904. Mais tarde, em 1908, foi ampliado pelo seu novo proprietário, Dr. José Maria Barbosa de Magalhães. Assim, o conjunto edificado é o resultado de duas campanhas de obras distintas mas complementares, correspondendo a inicial a uma construção de quatro pisos. Este imóvel possuiu um corpo estreito e avançado ao nivel do primeiro andar, ostentando, nas diversas fachadas, janelas simples de moldura quadrangular. Refira-se ainda que o último piso sugere ter sido acrescentado numa fase mais tardia. Numa segunda fase, constrói-se um edifício mais amplo, adossado ao lado Sul da casa principal, correspondendo, esta nova edificação, a um corpo único de planta rectangular com dois pisos, sotão e cobertura de telhado de quatro àguas com águas furtadas. Destaque para o embasamento em cantaria lisa e para os vãos da fachada principal que dão sobre a rua da Senhora do Monte, decorados com trabalhos de massa com motivos florais Arte Nova. De notar, ainda, a presença de um jardim de época localizado do lado Norte.
Em 1979 procedeu-se à última grande campanha de obras de ampliação e reestruturação das pré-existências da responsabilidade dos arquitetos Graça Dias e António Marques Miguel.

Sandra Peixoto/IPPAR, atualizado por Maria Ramalho/DGPC/2016.

Imagens

Bibliografia

Título

A Arquitectura do Princípio do Século em Lisboa (1900-1925).

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FERNANDES, José Manuel

Título

Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa

Local

-

Data

1987

Autor(es)

AA VV

Título

História da Arte em Portugal, vol. 11

Local

Lisboa

Data

1993

Autor(es)

RIO-CARVALHO, Manuel

Título

Lisboa. Freguesia da Graça

Local

Lisboa

Data

1991

Autor(es)

FERREIRA, Vitor Matias, CALADO, Maria