Saltar para o conteúdo principal da página

Convento das Capuchas, também denominado «Convento do Recolhimento das Capuchas Terceiras», incluindo a Igreja de Nossa Senhora dos Inocentes, onde se encontra instalada a Fundação de Nossa Senhora dos Inocentes - detalhe

Designação

Designação

Convento das Capuchas, também denominado «Convento do Recolhimento das Capuchas Terceiras», incluindo a Igreja de Nossa Senhora dos Inocentes, onde se encontra instalada a Fundação de Nossa Senhora dos Inocentes

Outras Designações / Pesquisas

ou «Convento das Irmãs Capuchas do Real Conservatório de Nossa Senhora dos Inocentes da Terceira Ordem de São Francisco» (antigo «Hospital dos Meninos» ou «Hospital de Nossa Senhora dos Inocentes») / Hospital dos Inocentes / Convento das Capuchas(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Convento

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Santarém / Santarém / União de Freguesias da cidade de Santarém

Endereço / Local

Avenida António dos Santos
Santarém

Rua das Esteiras
Santarém

Travessa das Capuchas
Santarém

Largo de Pedro António Monteiro
Santarém

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 2/96, DR, 1.ª série B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Esta casa conventual, com igreja anexa, no sítio do Pereiro, foi construída a partir de 1678 - junto de uma antiga ermida, propriedade das raínhas de Portugal -, a pedido de Frei António de São Diogo à rainha D. Maria Sofia de Sabóia, mulher do monarca D. Pedro II.
O edifício, destinado a acolher religiosas capuchas, teve um importante incremento na segunda metade do século XVIII, após a reunião de diversos subsídios, utilizados, essencialmente nas obras da Portaria, na roda dos enjeitados, no lavabo e na cerca monacal. Pouco resta, assim, da primitiva fábrica seiscentista.
A pequena igreja, de nave única com tecto de madeira, iluminada por três vãos, apresenta coro alto comunicante com a igreja e com a parte conventual através de uma grade de ferro; e a sacristia adossada à cabeceira, seguida da portaria e dos anexos. No interior, observamos o altar-mor e os altares laterais integrados em triplo arco de volta perfeita, e o púlpito maneirista em pedra, localizado a meio da nave. Destaca-se, no recheio, uma tela do Menino Jesus Salvador do Mundo, de escola castelhana do início do século XVII.
Parte das dependências conventuais distribuem-se em redor do claustro e "recordam o mais íntimo da vida monástica dos séculos da Contra-Reforma (...), com o seu refeitório quase intacto, com púlpito e uma alminha em azulejos, esta datada de 1756. Obras pontuais, realizadas antes da classificação oficial, modificaram este clima na área claustral, intervenções reversíveis, quando assim se entender. Mas as celas das reclusas mostram ainda o espaço exíguo, com pequena janela e cachorros exteriores, de função não determinada" (Jorge CUSTÓDIO, 1996)
R.F.F.

Imagens

Bibliografia

Título

Inventário Artístico de Portugal, Distrito de Santarém

Local

Lisboa

Data

1949

Autor(es)

SEQUEIRA, Gustavo de Matos

Título

Monumentos e Lendas de Santarém

Local

-

Data

1883

Autor(es)

BRANDÃO, Zeferino N. G.

Título

Santarém: candidatura de Santarém a património mundial, 3º v., Património monumental de Santarém : inventário, estudos descritivos

Local

-

Data

1996

Autor(es)

CUSTÓDIO, Jorge

Título

História e Monumentos de Santarém

Local

-

Data

1993

Autor(es)

SARMENTO, Zeferino

Título

Santarém

Local

-

Data

1990

Autor(es)

SERRÃO, Vítor