Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício em São Martinho do Porto - detalhe

Designação

Designação

Edifício em São Martinho do Porto

Outras Designações / Pesquisas

Casa na Rua Jaime Pinto n.º 6 / Hotel Palace do Capitão / Casa na Rua Capitão Jaime Pinto, n.º 6(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Alcobaça / São Martinho do Porto

Endereço / Local

Avenida Dr. Oliveira Salazar
São Martinho do Porto

Rua Miguel Bombarda
São Martinho do Porto

Rua Capitão Jaime Pinto
São Martinho do Porto

Número de Polícia: 6

Rua de José Avelar do Couto
São Martinho do Porto

Número de Polícia: 3-7

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 67/97, DR, I Série-B, n.º 301, de 31-12-1997 (ver Decreto)
Edital N.º 25/96 de 9-07-1996 da CM de Alcobaça
Despacho de autorização e classificação de 31-05-1996 do Ministro da Cultura
Parecer favorável de 7-05-1996 do Conselho Consultivo do IPPAR
Proposta de 9-07-1992 da CM de Alcobaça para a classificação como VC, após deliberação de 15-06-1962, a solicitação do proprietário

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Construído entre 1917 e 1920, esta moradia unifamiliar é um dos primeiros e mais importantes testemunhos da arquitectura privada de veraneio em São Martinho do Porto. A propriedade era do engenheiro militar Jaime Granger Pinto que encomedou o projecto ao arquitecto Ernesto Korrodi, sediado em Leiria e um dos nomes cimeiros da arquitectura de autor da transição para o século XX.
O resultado foi uma obra de influência ecléctica, plena de referências estéticas "arte nova", "art déco" e elementos considerados tradicionais e próprios de adaptações ao ambiente de veraneio. Aproveitando o traçado urbanístico regular, o edifício possui planta longitudinal, com inclusão de torre de dois andares num dos ângulos, coberta com telhado de quatro águas assente sobre saliente armação de madeira, que se instituiu como marca distintiva da construção. Sujeito a obras indevidas em anos recentes, o conjunto foi radicalemtne transformado, suprimindo-se múltiplos elementos originais, onde se incluíam janelas, estuques, enchimento de paredes, etc.
PAF