Saltar para o conteúdo principal da página

Antiga Residência do Governador do Forte do Bom Sucesso - detalhe

Designação

Designação

Antiga Residência do Governador do Forte do Bom Sucesso

Outras Designações / Pesquisas

Residência do Governador do Forte do Bom Sucesso / Casa do Arco da Torre(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Palacete

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Belém

Endereço / Local

Avenida da Índia
Lisboa

Número de Polícia: 184

Rua do Arco da Torre
Lisboa

Número de Polícia: 1-6

Rua da Praia do Bom Sucesso
Lisboa

Número de Polícia: 43-47

Proteção

Situação Actual

Procedimento encerrado / arquivado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Procedimento encerrado / arquivado (processo individual). Abrangido em...

Cronologia

Em 29-01-2009 foi dado conhecimento do despacho à CM de Lisboa e à proprietária
Despacho de 14-01-2009 do director do IGESPAR, I.P. a revogar o despacho de abertura de 7-02-1991
Proposta de 13-01-2009 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a revogação do despacho de abertura
Em 30-12-2008 a CM de Lisboa informou não haver objecções á revogação do despacho de abertura
Em 9-12-2008 a proprietária informou não se opoir à revogação do despacho de abertura
Em 5-12-2008 foi promovida a audiência da CM de Lisboa e da proprietária
Despacho de 24-11-2008 da subdirectora do IGESPAR, I.P. a determinar que se procedesse à audiência dos interessados
Proposta de 18-11-2008 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a revogação do despacho de abertura, por estar em ruína após incêndios
Parecer favorável de 12-11-1993 da CM de Lisboa
Em 28-06-1991 foi dado conhecimento do despacho à CM de Lisboa
Despacho de abertura de 7-02-1991 do presidente do IPPC
Proposta de classificação de 18-01-1981 do Gabinete de Ajuda/Belém

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

O Forte do Bom Sucesso foi edificado em 1780, sob a direcção do General Vallerée, entre as praias de Bom Sucesso e Pedrouços, reforçando a linha defensiva de Belém. Na mesma época foi edificada a residência do governador da fortaleza, no perímetro do baluarte, a expensas da coroa.
Possivelmente, a obra foi concluída nos primeiros anos do século XIX, atendendo-se à inscrição colocada sobre uma das portas de entrada, onde se gravou "[...] A REAL/ CROA PARA PATRIMO/ NIO DA FORTALEZA/ DO BOM ÇOCEÇO/ ANNO DE 1802 ".
Embora esteja muito degradado, o edifício mantém a estrutura de gosto oitocentista. De planta rectangular, possui fachada principal dividida em três panos, marcados por duas pilastras adossadas, dois registos e águas furtadas.
Ao centro, no piso inferior, abre-se um grande arco, que através de um túnel permitia a passagem para a praia do Bom Sucesso, e que actualmente se encontra entaipada. Do seu lado esquerdo foram rasgadas duas janelas de peito, do direito duas portas.
No piso superior abrem-se seis janelas de sacada, duas em cada pano, com varandim de ferro. Ao nível das águas furtadas, existem seis mezzaninos. A fachada posterior é em tudo semelhante à principal.
Catarina Oliveira
DIDA/IGESPAR, I.P./ 6 de Novembro de 2007

Imagens

Bibliografia

Título

«Belém do Passado e do Presente», Jornal Ecos de Belém

Local

-

Data

1970

Autor(es)

SANCHES, José Dias

Título

Peregrinações em Lisboa

Local

Lisboa

Data

1939

Autor(es)

ARAÚJO, Norberto de