Saltar para o conteúdo principal da página

Capela de Nossa Senhora da Piedade - detalhe

Designação

Designação

Capela de Nossa Senhora da Piedade

Outras Designações / Pesquisas

Ermida de Nossa Senhora da Piedade / Capela de Nossa Senhora da Piedade(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Capela

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Faro / Tavira / Tavira (Santa Maria e Santiago)

Endereço / Local

Rua Gonçalo Velho
Tavira

Proteção

Situação Actual

Em Vias de Classificação

Categoria de Protecção

Em Vias de Classificação (Homologado como IM -...

Cronologia

Despacho de homologação de 23-12-1996 do Ministro da Cultura
Parecer concordante de 8-10-1996 do Conselho Consultivo do IPPAR
Parecer de 20-04-1993 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como VC
Despacho de abertura de 4-12-1991 do presidente do IPPC
Proposta de 29-11-1991 do IPPC para a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de classificação de 28-11-1983 da CM de Tavira

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Imóvel
A capela de Nª Sª da Piedade implanta-se na orla do rio Gilão, numa zona de ligeiro declive, junto a uma das principais portas da antiga muralha da cidade de Tavira (Porta da Vila). O edifício integra-se também num largo definido pela intersecção das Ruas dos Pelames e de Gonçalo Velho, defronte à antiga Fonte da Praça, hoje Estação Elevatória de Águas.
A capela apresenta uma planta retangular, encontrando-se adossada, na zona da cabeceira, a uma casa de habitação com dois pisos. O telhado do templo possuiu duas águas, à exceção da segunda nave (com telhado de uma água) surgindo um campanário no canto Noroeste. A fachada principal, que se encontra virada a poente, apresenta uma empena rematada por frontão contracurvado interrompido, delimitado por duas volutas que terminam nas impostas dos cunhais, sublinhadas por uma cornija situada um pouco abaixo do frontão que surge encimado axialmente por uma cruz. Destaque ainda para portal de entrada de arco reto em cantaria sobrepujado por tímpano que continua a moldura do lintel, protegido por frontão triangular incompleto nas arestas laterais. A decoração do tímpano é composta por um coração ardente trespassado por um punhal, em baixo-relevo. Sobre o portal abre-se um óculo elíptico.
No interior a capela é de nave única, sem capela-mor, com acrescento de uma nave a Norte com acesso a partir de dois arcos. A nave é retangular e pouco profunda com cobertura em abóbada de berço que repousa em cornija uniforme a todo o retângulo. A iluminação é escassa dado depender unicamente do óculo da fachada principal.

História
Considera-se que a edificação da capela datará do século XVIII, sendo que o retábulo foi construído nos últimos anos desse século. Em 1934 a capela foi entregue à Comissão da Igreja encarregue do culto da freguesia de Santa Maria. Na década de 80 do século XX, procedeu-se à substituição do antigo pavimento em madeira pelo atual em tijoleira, transferindo-se, para parte incerta, a lápide sepulcral que se encontrava diante do altar.

Maria Ramalho/DGPC/2016,baseada na ficha nº IPA.00009149 , SIPA.

Imagens