Saltar para o conteúdo principal da página

Campa medieval de granito - detalhe

Designação

Designação

Campa medieval de granito

Outras Designações / Pesquisas

Campo dos Mouros / Campa Medieval na Avenida das Capelas(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arqueologia / Sepultura

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Porto / Marco de Canaveses / Alpendorada, Várzea e Torrão

Endereço / Local

- contígua ao Campo dos Mouros
Lugar de Capelas

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 28/82, DR, I Série, n.º 47, de 26-02-1982 (ver Decreto)

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

"Dentro do concelho há diversos testemunhos de vida castreja e vida guerreira da era da Reconquista." (Guia de Portugal, 1983, p. 610). Estas são algumas das palavras que desde cedo ilustraram o território abrangido na actualidade pelo município de Marco de Canaveses.
E, na verdade, a sua procura por parte de diferentes comunidades humanas perde-se no tempo, graças aos excelentes recursos cinegéticos que sempre proporcionaram à sua sobrevivência e fixação. Disso são exemplo a fertilidade dos seus campos, irrigados por inúmeros recursos hídricos, que acabaria por ditar a principal actividade económica das populações neles residentes, ou seja, a agricultura. E foi a par desta característica, que a localização privilegiada da região lhe permitiu acolher algumas das mais importantes feiras medievais do território português, cuja realização era sobremodo facilitada pelas diferentes vias que atravessavam o seu termo (MONTEIRO, E., 1997, p. 119).
Não surpreenderá, por conseguinte, que os testemunhos medievais abundem no concelho, como sucede na freguesia de Alpendurada, "[...] uma bela varanda sobre o Rio Douro, sobranceira ao profundo desfiladeiro fluvial e granítico de Bitetos." (Guia de Portugal, 1983, p. 614), nomeadamente com a "Campa medieval de granito", localizada, nos nossos dias, na Avenida que dá acesso ao campo de futebol da localidade.
Uma das primeiras personalidades a registarem a sua existência foi o conhecido investigador oitocentista Francisco Martins de G. M. Sarmento (1833-1899), fundador da "Sociedade Martins Sarmento", em Guimarães, durante uma das múltiplas deambulações que efectuou pela zona minhota, em demanda de estruturas antigas (Cit. VASCONCELLOS, J. de L. de, ).
Trata-se de uma sepultura atribuída ao século XII, composta de tampa granítica de planta trapezoidal ostentando uma espada em baixo-relevo, e laje de cabeceira afeiçoada na mesma matéria-prima, de forma rectangular e decorada com uma cruz semelhante à de Malta, razão pela qual se crê ter servido para inumar um cavaleiro da mesma Ordem.
[AMartins]

Bibliografia

Título

Descrição histórica, corográfica e folclórica de Marco de Canaveses

Local

-

Data

1947

Autor(es)

AGUIAR, Manuel Vieira de

Título

A Vila de Marco de Canaveses. Notas para a sua história

Local

Lisboa

Data

1935

Autor(es)

VASCONCELOS, Manuel Rosado Camões de

Título

Monografia do Marco de Canaveses

Local

Marco de Canaveses

Data

1996

Autor(es)

MONTEIRO, Emília

Título

Guia de Portugal, v.4, t. II : Entre Douro e Minho, Douro Litoral

Local

Lisboa

Data

1983

Autor(es)

PROENÇA, Raul

Título

Extractos da correspondência de F. Martins Sarmento (1881-1883), O Arqueólogo Português

Local

Lisboa

Data

1901

Autor(es)

VASCONCELLOS, José de Leite de