Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício onde viveu Manuel Vieira Natividade - detalhe

Designação

Designação

Edifício onde viveu Manuel Vieira Natividade

Outras Designações / Pesquisas

Edifício onde viveu Manuel Vieira Natividade / Edifício na Praça 25 de Abril(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Alcobaça / Alcobaça e Vestiaria

Endereço / Local

Praça 25 de Abril
Alcobaça

Número de Polícia: 20-22

Rua Frei Estêvão Martins
Alcobaça

Número de Polícia: 2

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

A classificação como VC foi convertida para IM nos termos do n.º 2 do art.º 112.º da Lei n.º 107/2001, publicada no DR, I Série-A, N.º 209, de 8-09-2001
Decreto n.º 2/96, DR, I Série-B, n.º 56, de 6-03-1996 (ver Decreto)
Edital N.º 17/91 de 5-02-1991 da CM de Alcobaça
Despacho de autorização de 5-07-1990 do Secretário de Estado da Cultura
Despacho de concordância de 8-06-1990 do presidente do IPPC
Parecer de 17-05-1990 da 9.ª Secção do Conselho Consultivo do IPPC a propor a classificação como VC
Requerimento de classificação de 20-10-1987 do proprietário

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Manuel Vieira Natividade nasceu em 1860 em Casal do Rei, vindo a falecer em Alcobaça no ano de 1918. Personalidade destacada nas diversas áreas pelas quais se interessou, como a arqueologia, a etnografia, ou a literatura, Manuel Vieira Natividade reuniu, ao longo da sua vida, uma importante colecção de peças arqueológicas, de moedas, de chitas de Alcobaça, de pintura e tapeçaria, que hoje se encontram à espera da transformação da sua casa em museu. Esta, implantada no largo fronteiro ao Mosteiro, foi concebida em 1914 por Raul Lino encontrando-se terminada em 1917 (cf. Processo de Classificação - IPPAR/DRL). O programa previa uma habitação unifamiliar, mas onde se incluía a exposição das suas colecções. Apesar da morte de Natividade no ano seguinte à conclusão dos trabalhos, ainda aqui se reuniu a Tertulia dos Intelectuais de Alcobaça.
É um edifício de gaveto (praça 25 de Abril e Rua Estevão Martins) cuja planta se desenvolve em L, apresentando uma longa fachada seccionada por pilastras com capitel (coroadas por pináculos sobre telhado) que a dividem em três panos: dois mais longos e um outro mais estreito e central, que une os restantes. Aqui se encontra a entrada principal da habitação, com janela de verga curva no piso superior. Os panos laterais são marcados pela abertura de vãos de verga recta nos dois pisos, flanqueados por pilastras e capitel e rematados por cornijas salientes. No alçado da Praça 25 de Abril todas as janelas do andar nobre exibem floreiras, que apenas surgem em três da fachada da Rua Estevão Martins.
Em 1991 a casa foi doada ao Estado, com todo o seu espólio, por Leocádia Garcês Natividade, filha de Manuel Vieira Natividade, para que fossem efectuadas as obras necessárias à instalação da casa-museu.
Rosário Carvalho, IPPAR, 2006

Imagens

Bibliografia

Título

Manuel Vieira Natividade - honrando a sua memória, Semana Alcobacense, n.º 1543

Local

Alcobaça

Data

1920

Autor(es)

-