Saltar para o conteúdo principal da página

Vila Pedro Teixeira - detalhe

Designação

Designação

Vila Pedro Teixeira

Outras Designações / Pesquisas

Pavilhão de caça da Ajuda / Casal de Pedro Teixeira(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Vila

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Ajuda

Endereço / Local

Rua Dez, Bairro do Caramão da Ajuda
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Procedimento caducado - sem protecção legal

Categoria de Protecção

Não aplicável

Cronologia

Procedimento caducado nos termos do artigo 78.º do Decreto-Lei n.º 309/2009, DR, 1.ª série, N.º 206 de 23-10-2009 (ver Diploma)
Proposta de 23-12-2010 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo para a revogação do despacho de abertura, por não ter valor nacional, e o envio à CM de Lisboa para a ponderação da classificação como de IM
Em 12-12-1991 foi dado conhecimento do despacho à CM de Lisboa
Despacho de abertura de 7-02-1991 do presidente do IPPC
Proposta de 18-01-1991 do IPPC para a abertura da instrução de processo de classificação

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Situado na zona da Ajuda, este bairro operário foi construído junto a um grupo de edifícios setecentistas que constituem um arruamento de hospedarias, com andar térreo e tipologia tardo-barroca, bem patente na volumetria das originais chaminés de secção heptagonal que coroam o conjunto. Estas casas foram propriedade de Pedro Teixeira, criado particular de D. José I, que sobreviveu ao ataque infligido sobre o monarca a 3 de Setembro de 1758. Assim sendo, não longe dos moinhos do Caramão, a Vila Pedro Teixeira, que foi buscar o nome ao arruamento setecentista que lhe é contíguo, nasce durante a primeira república, no ano de 1924. Em finais do século XIX , o crescente desenvolvimento industrial começava a originar a formação de um operariado urbano a cujas necessidades habitacionais urgia dar resposta. Neste contexto, surgem por toda a capital diversos bairros de habitação, estruturados em pátios ou vilas, verdadeiros núcleos habitacionais homogéneos a nível arquitectónico, com a característica comum da utilização dos pressupostos da arquitectura do ferro, a nível estrutural e decorativo. Citam-se, a título de exemplo, alguns dos bairros mais representativos : a Vila Berta construída entre 1902 e 1908 e o Bairro Estrela de Ouro construído entre 1907 e 1909 (ambos situados na zona da Graça). O corolário deste tipo de edificações é atingido com a construção do Bairro Grandela em Benfica, no ano de 1910, notável pela sua dimensão e complexidade de estruturas de apoio social ao núcleo operário, como a creche e a escola primária.
PAF

Imagens

Bibliografia

Título

Guia Urbanístico e Arquitectónico de Lisboa

Local

-

Data

1987

Autor(es)

AA VV