Saltar para o conteúdo principal da página

Edifício em Alcobaça na Rua Dr. Brilhante n.º 5 - detalhe

Designação

Designação

Edifício em Alcobaça na Rua Dr. Brilhante n.º 5

Outras Designações / Pesquisas

Casa na Rua Dr, Brilhante, n.º 5 / Casa do Doutor Nascimento(Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Civil / Edifício

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Leiria / Alcobaça / Alcobaça e Vestiaria

Endereço / Local

Rua Dr. José Nascimento e Sousa
Alcobaça

Número de Polícia: 6

Rua Dr. Brilhante
Alcobaça

Número de Polícia: 5

Largo de Nossa Senhora da Conceição
Alcobaça

Número de Polícia: 20-22

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como IM - Interesse Municipal

Cronologia

Edita N.º 82 de 18-10-2005 da CM de Alcobaça, publicado na Revista Informativa do Município de Alcobaça de Dezembro de 2005
Em 24-09-2003 foi dado conhecimento do despacho à CM de Alcobaça e aos proprietários
Despacho de 14-09-2003 do presidente do IPPAR a revogar o despacho de abertura
Proposta de 28-08-2003 da DR de Lisboa para a revogação do despacho de abertura de 9-05-1996
Despacho de concordância de 15-05-2003 do presidente do IPPAR
Parecer de 7-05-2003 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor a classificação como de IM
Edital N.º 21/)6 de 19-06-1996 da CM de Alcobaça
Despacho de 9-05-1996 do vice-presidente do IPPAR a determinar a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de 2-05-1996 da DR de Lisboa para a abertura da instrução de processo de classificação
Proposta de classificação de 12-08-1993 da CM de Alcobaça, após solicitação dos proprietários e deliberação camarária favorável de 17-05-1993

ZEP

-

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido em ZEP ou ZP

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Inserido na malha urbana de Alcobaça, confrontando com a Capela de Nossa Senhora da Conceição e praticamente na margem do Rio Alcôa, este imóvel apresenta características arquitectónicas que permitem situar a sua construção pela segunda metade do século XVIII. Há algumas décadas, foi intervencionado, adulterando-se, então, alguns espaços originais, como as cavalariças, a adega, o celeiro e um grande forno setecentista que ainda se preserva. Este apresenta nicho de arco em forma de mitra e plataforma suportada por conjuntos de dois modilhões de rolo, vincadamente barrocos.
É um dos poucos solares de raiz rural que se conservam na cidade, concebido para habitação de uma importante família local, que congregava corpo residencial e áreas de apoio às actividades agrícolas.
A fachada principal denota influências do período pombalino e é de dois andares, cujos vãos se organizam de forma harmónica e simétrica entre si. O portal de acesso ao interior é de arco abatido e encontra-se ladeado por pequena janela rectangular e porta extrema de lintel recto. No segundo piso, esta disposição repete-se, dando os portais lugar a janelas de sacada protegidas por varandim de ferro. O telhado repousa em linha de cornija e, ao centro, eleva-se mansarda de pano único com janela rectangular dotada de varanda.
A fachada lateral, que dá para a Rua Dr. José Nascimento Sousa, repete a organização em dois andares, com mansarda axial, mas a disposição de vãos é heterogénea ao nível do andar térreo, situação determinada pela ligeira inclinação do terreno, mas também pelo carácter utilitário de algumas dependências interiores a que as portas dão acesso. No segundo andar, abrem-se sete janelas idênticas entre si, em posição harmónica no alçado.
No interior, destacam-se as obras de património integrado, nomeadamente revestimentos azulejares barrocos e restos de pintura mural num dos salões. Na origem, a propriedade era fechada por cerca que limitava o espaço dedicado às actividades de apoio à lavoura. Hoje, esse conjunto está transformado em jardim, organizado a partir de um tanque e pontuado por áleas e pérgolas, bem como por motivos arquitectónicos avulsos, de proveniência incerta.
PAF

Imagens