Saltar para o conteúdo principal da página

Antigo Convento dos Eremitas de São Paulo da Serra de Ossa ou de Jesus Cristo (Paulistas), incluindo a cerca - detalhe

Designação

Designação

Antigo Convento dos Eremitas de São Paulo da Serra de Ossa ou de Jesus Cristo (Paulistas), incluindo a cerca

Outras Designações / Pesquisas

Antigo Convento do Santíssimo Sacramento / Mosteiro do Santíssimo Sacramento / Convento dos Paulistas / Convento dos Eremitas de São Paulo da Serra da Ossa (Ver Ficha em www.monumentos.gov.pt)

Categoria / Tipologia

Arquitectura Religiosa / Convento

Inventário Temático

-

Localização

Divisão Administrativa

Lisboa / Lisboa / Misericórdia

Endereço / Local

Calçada do Combro
Lisboa

Proteção

Situação Actual

Classificado

Categoria de Protecção

Classificado como MN - Monumento Nacional

Cronologia

Decreto n.º 16/2011, DR, 1.ª série, n.º 101, de 25-05-2011 (classificou "o antigo Convento dos Eremitas de São Paulo da Serra de Ossa ou de Jesus Cristo (Paulistas), incluindo a cerca", o que inclui a Igreja de Santa Catarina, já classificada individualmente) (ver Decreto)
Procedimento prorrogado até 31-12-2011 pelo Despacho n.º 19338/2010, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2010 (ver Despacho)
Edital N.º 51/2010 de 28-06-2010 da CM de Lisboa
Despacho de homologação de 25-09-2009 do Ministro da Cultura
Despacho de concordância de 18-07-2006 da vice-presidente do IPPAR
Parecer de 28-06-2006 do Conselho Consultivo do IPPAR a propor o alargamento da classificação como monumento nacional (MN) da Igreja de Santa Catarina a todo o Antigo Convento dos Paulistas, incluindo a cerca
Proposta de 17-02-2006 da DR de Lisboa para a classificação como IIP
Edital n.º 75/2004 de 16-09-2004 da CM de Lisboa
Em 29-06-1999 foi dado conhecimento do despacho à CM de Lisboa
Despacho de concordância de 18-06-1999 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 11-06-1999 da DR de Lisboa para prosseguir o processo de classificação do antigo convento como IIP
Proposta de 14-04-1999 da CM de Lisboa para que se opte por ampliar a classificação da Igreja de Santa Catarina a todo o Antigo Convento dos Paulistas e a cerca
Despacho de abertura de 18-05-1998 do vice-presidente do IPPAR
Proposta de 5-05-1998 da DR de Lisboa para a abertura da instrução do processo de classificação
Proposta de classificação de 27-07-1997 da DGEMN

ZEP

Portaria n.º 935/2013, DR, 2.ª série, n.º 252, de 30-12-2013 (sem restrições) (ver Portaria)
Relatório final do procedimento aprovado por despacho de 1-07-2013 da diretora-geral da DGPC
Anúncio n.º 85/2013, DR, 2.ª série, n.º 44, de 4-03-2013 (ver Anúncio)
Parecer favorável de 26-09-2012 da SPAA do Conselho Nacional de Cultura, mas sem quaisquer restrições, por na área já existirem diversas servidões administrativas (???)
Proposta de 19-07-2012 da DRC de Lisboa e Vale do Tejo (com restrições)

Zona "non aedificandi"

-

Abrangido por outra classificação

Património Mundial

-

Descrição Geral

Nota Histórico-Artistica

Foi em 1646 que os eremitas de São Paulo da Serra de Ossa do Redondo instalaram uma pequena comunidade em Lisboa, na Calçada do Combro. No ano seguinte, fundavam o Convento do Santíssimo Sacramento, e em 1654 iniciaram a obra da igreja; a obra, no entanto, iria arrastar-se pelas décadas seguintes, e a sagração do templo aconteceu apenas em 1680. A obra seria terminada já nos primeiros anos do século XVIII, uma vez que em 1707 se construíram novas celas na ala do dormitório.
O Convento dos Paulistas é uma austera construção tardo-maneirista de planta em L, junto à qual se ergue a Igreja de Santa Catarina. As fachadas são ritmadas por janelas idênticas, de verga recta, dispostas a espaços regulares, com janela de sacada em pedra encimada por frontão curvo no corpo principal.
Conserva-se parte do claustro quadrangular com arcada de arcos redondos, um monumental corredor de acesso à zona das celas, o átrio de acesso à igreja vizinha, o espaço da antiga portaria, decorado por azulejos do 1º quartel do século XVIII que se atribuem a António de Oliveira Bernardes e ao mestre P.M.P., uma escadaria de mármore, a magnífica sacristia poligonal com estuques atribuíveis a João Grossi e dois lavabos. Destaca-se ainda o espaço da Biblioteca do Exército, que ocupa a antiga livraria conventual, considerada uma réplica, em escala mais reduzida, da Biblioteca de Mafra.
Catarina Oliveira
DIDA/ IGESPAR, I.P./ Abril de 2011

Imagens

Bibliografia

Título

Dicionário da História de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

-

Título

Conventos de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

CAEIRO, Baltazar

Título

Portugal antigo e moderno: diccionario geographico, estatistico, chorographico, heraldico, archeologico, historico, biographico e etymologico de todas as cidades, villas e freguezias de Portugal e de grande numero de aldeias...

Local

Lisboa

Data

1990

Autor(es)

PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de, FERREIRA, Pedro Augusto

Título

O Livro de Lisboa

Local

Lisboa

Data

1994

Autor(es)

MOITA, Irisalva Nóbrega

Título

Lisboa na Segunda Metade do Século XVIII. Plantas e Descrições das suas Freguesias

Local

Lisboa

Data

1976

Autor(es)

SANTANA, Francisco

Título

Monumentos Sacros de Lisboa em 1833

Local

Lisboa

Data

1927

Autor(es)

-

Título

O Azulejo em Portugal

Local

Lisboa

Data

1989

Autor(es)

MECO, José

Título

Lisboa Antiga: o Bairro Alto

Local

Lisboa

Data

1966

Autor(es)

CASTILHO, Júlio de

Título

História da Arte em Portugal - O Barroco

Local

Lisboa

Data

2003

Autor(es)

SERRÃO, Vítor